TOP 5 – Escritores de suspense na flor da idade

Fomos à caça de imagens de alguns autores que amamos quando eles ainda usavam fralda, brincavam de boneca e nem sonhavam em nos assustar tanto. Alguns estão realmente irreconhecíveis, já outros… é só prestar atenção nos olhinhos que não tem engano. Veja o nosso TOP 5 a seguir.
 

1. GEORGES SIMENON
simenon_cao

O belga Georges Simenon (o menino maiorzinho da esquerda) posa ao lado de seu irmão Christian. A foto foi provavelmente tirada em 1910, em Liège, e é uma das únicas desse famoso romancista do século 20. Simenon ficou conhecido pelas histórias com o comissário Maigret, que apareceu em 75 romances e 28 contos dele.

 

2. STIEG LARSSON
child_stieg

Ele nasceu em 1954 em Skelleftehamn, cidade com 3 mil habitantes na Suécia. Stieg Larsson alcançou a fama (infelizmente póstuma) por escrever a série Millennium, que nos apresentou a dupla dinâmica moderna Mikael Blomkvist e Lisbeth Salander. Stieg morreu muito jovem, com apenas 50 anos, após sofrer um enfarte enquanto subia as escadas de seu prédio.

 

3. STEPHEN KING
child_king

Quem diria que da mente dessa fofurinha sairiam Pennywise – o palhaço do livro A Coisa –, Carrie – de Carrie, a Estranha e a trama macabra de O Iluminado? Com mais de 350 milhões de cópias vendidas, Stephen King é o rei dos contos de horror da atualidade. E ainda por cima, foi uma criança encantadora.

 

4. DOROTHY L. SAYERS
child_dorothy

Muita gente não conhece esta autora, mas ela foi bem importante na era de ouro dos romances policiais. Dorothy Sayers nasceu em Oxford, em 1903, e foi dramaturga, poeta, romancista e tradutora de obras importantes para o inglês (Divina Comédia foi uma delas). Dorothy criou o detetive Lorde Peter Wimsey, que até hoje fascina fãs das histórias clássicas de suspense e mistério.

 

5. AGATHA CHRISTIE
child_agatha

Agatha Christie escreveu mais de 80 romance policiais e vendeu outros 8 bilhões de cópias no mundo. Seus personagens mais famosos são o detetive Hercule Poirot e a esperta velhinha Miss Marple, sagaz observadora da natureza humana. Ah, como amamos Agatha.

 

(Imagens: Wikipedia, Examiner.com, NY Times, kersey)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *