Top 5 | Adaptações imperdíveis de Stephen King

Adaptar livros e contos de Stephen King para o cinema não é novidade para ninguém. Já são mais de 50 títulos adaptados para a telona, além daqueles que viraram séries. Atualmente, são pelo menos três produções que estão no forno: a badalada saga A Torre Negra, o clássico A Coisa e o angustiante Jogo Perigoso.

Lógico que nem sempre a transposição para a tela dá certo (nem pro King e nem pra ninguém), mas eu estou aqui pra falar daquelas que valem muito a pena assistir. Alguns filmes já são tão icônicos que algumas pessoas até se esquecem que saíram de uma obra do King. Mas a gente não! Corro o risco de deixar algum preferido de alguém de fora, afinal são muitos títulos, mas estes aqui são os que eu considero mais imperdíveis:

x

5. Carrie, a estranha (1976)

(Foto: United Artists)

Não estamos falando apenas da primeira adaptação de um livro do Stephen King, e sim, do primeiro livro dele! Sim, desde o seu livro de estreia o autor já tem esta relação com o cinema. O filme foi dirigido por ninguém menos que Brian De Palma e rendeu duas indicações ao Oscar naquele ano, além de cenas que ficaram no imaginário de qualquer cinéfilo, como o da primeira menstruação de Carrie e do banho de sangue no baile de formatura. Ajudou a projetar atores como Sissy Spacek e John Travolta. Nada mal pra estreia do King, não é mesmo?

x

4. Louca obsessão (1990)

(Foto: Metro Goldwyn Mayer Studios Inc.)

Se Carrie focava mais no sobrenatural e no terror, este aqui é um prato cheio pro suspense psicológico. A história é focada no autor Paul Sheldon (James Caan) que se vê “resgatado” pela sua fã Annie (Kathy Bates) quando sofre um acidente em uma nevasca. O cuidado que ele recebe acaba se tornando em pesadelo e a atuação de Kathy Bates é tão perturbadora que rendeu um Oscar para a atriz. Segundo King, a história é uma metáfora para a luta do autor contra o abuso de drogas.

x

3. À espera de um milagre (1999)

(Foto: 1999 – Warner Brothers)

Este aqui é pra nos lembrar que a obra do King não se resume a terror e suspense. Este drama fantasioso se passa no corredor da morte sob os olhos do guarda Paul Edgecomb (Tom Hanks). Aqui o público é tocado pela sensibilidade do personagem John Coffey (Michael Clarke Duncan), falsamente condenado e com poderes sobrenaturais que ninguém consegue compreender direito. É daqueles filmes pra separar a caixinha de lenços.

x

2. O iluminado (1980)

(Foto: Warner Bros. Entertainment Inc.)

Que se plante a treta! Este aqui é uma escolha controversa, já que o diretor Stanley Kubrick mudou bastante coisa na história e acabou ganhando a antipatia do próprio Stephen King. O motivo pra eu colocar este filme na lista é que O iluminado é um dos melhores filmes de terror de todos os tempos, com ou sem a aprovação do King. Li o livro, vi o filme e gosto dos dois de formas distintas. Acho que o Kubrick conseguiu criar um clima tão perturbador quanto o original e a performance do Jack Nicholson no papel principal está entre as mais icônicas do cinema. Há até uma teoria da conspiração de que Kubrick usou o filme para deixar sinais de que ele dirigiu falsas imagens da chegada do homem à lua. Pra quem curte este tipo de questionamento, vale assistir O labirinto de Kubrick, de 2012.

x

1. Um sonho de liberdade (1994)

(Foto: 1994 Castle Rock Entertainment)

Lógico que o queridinho do IMDb não poderia ficar de fora! Desde que o site de dados de filmes foi lançado o filme está sempre entre os preferidos (enquanto eu escrevo este texto ele está em primeiro lugar, empatado com O poderoso chefão). A história de esperança e amizade dos detentos Andy Dufresne (Tim Robbins) e Red (Morgan Freeman) não chamou muita atenção nas bilheterias na época, mas conseguiu sete indicações ao Oscar e virou sucesso nas locadoras de vídeo (pros mais jovens, eram lugares mágicos onde a gente alugava fitas de filmes e devolvia rebobinadas pra não pagar multa). A história é baseada em um conto de KIing e ele próprio já afirmou ser a adaptação preferida de uma de suas obras.

x

Sentiu falta de algum? Deixa aí nos comentários a sua adaptação preferida de Stephen King 🙂

Compartilhe aqui!
  • 22
    Shares

Luciana da Cunha

Jornalista em Blumenau, desde os 15 anos se aventura pela blogosfera. Cinéfila desde a sua primeira VHS da Disney, escreve sobre o tema há nove anos. Descobriu a paixão pela literatura com romances policiais, mas hoje lê um pouco de tudo - principalmente tudo aquilo que vai parar nas telonas.

7 comentários em “Top 5 | Adaptações imperdíveis de Stephen King

  • março 13, 2017 em 9:19 pm
    Permalink

    Ótimas escolhas! Eu incluiria também Conta Comigo, O Aprendiz (não tenho certeza se é esse o nome, mas é aquele dirigido pelo Bryan Singer, sobre o idoso nazista) e O Nevoeiro. Podem não estar num Top 5, mas são filmes bem decentes.

    Resposta
    • março 14, 2017 em 11:41 am
      Permalink

      Olha só quem está por aqui 😀 Opção do King é o que não falta, né? Eu quase incluí o Conta Comigo, mas aí lembrei da Carrie. Logo logo dá pra ampliar pra um Top 10!

      Resposta
  • março 14, 2017 em 1:37 pm
    Permalink

    Descobri essa semana que um filme preferido da minha infância é adaptação de um conto do King, Os langoliers! Que nostalgia rsrs

    Resposta
    • março 14, 2017 em 1:45 pm
      Permalink

      Hahaha olha só que legal, Carol! Realmente, o King é responsável por um monte de coisa que a gente nem imagina 😀

      Resposta
  • abril 12, 2017 em 12:21 pm
    Permalink

    Excelente seleção! Só faltou o sensacional “Conta Comigo” (Stand by Me, 1986), dirigido por Rob Reiner. Baseado na novela The Body, lancada numa coletânea chamada Quatro Estações (Four Seasons ou Different Seasons, em edição posterior). Correspondia à estação Outono da Inocência. “Um Sonho de Liberdade” era a história da Primavera Eterna, e a novela do Verão da Corrupção, The Apt Pupil tb foi adaptada pro cinema, mas esse nunca vi.
    Um grande livro de King, com 4 histórias fenomenais q mostram o melhor do grande autor q ele é.

    Pra tela pequena merece destaque a série de TV The Stand (1994), adaptação do romance A Dança da Morte.

    Resposta
    • abril 12, 2017 em 5:32 pm
      Permalink

      Obrigada, Marcela! E realmente, é tanta coisa boa baseada na obra do King que logo vou ter que expandir a lista, hehehe.

      Resposta
      • abril 12, 2017 em 10:39 pm
        Permalink

        Nem tanto. Tem muita coisa ruim! ;o)

        Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Que tal assinar a nossa newsletter?

Holler Box