Daisy Ridley: “Sempre quis fazer qualquer coisa de Agatha Christie”

A GOVERNANTA – Mais conhecida pelo papel de Rey em Star Wars: O despertar da força, Daisy Ridley é outro nome de peso no elenco de Assassinato no Expresso do Oriente. O filme, adaptação de Agatha Christie com o detetive Poirot, estreia no final de novembro no Brasil mas já foi lançado na Inglaterra.

Em entrevista ao site Entertainment Weekly, Daisy Ridley falou sobre o filme e sobre a autora:

 

“Sempre quis fazer qualquer coisa de Agatha Christie. Achei que o meu teste tinha ido meio mal mas eu consegui, não conseguia acreditar, eu fiquei emocionada. Até então eu só tinha ouvido rumores sobre quem estaria no filme, e pensei comigo: Caramba… não acredito que consegui!”

 

Sobre a personagem que viverá no filme, a governanta britânica Mary Debenham , ela disse que foi interessante interpretá-la:

 

“Porque ela é muito mais calorosa do que no livro, o que eu gosto bastante. O relacionamento dela com Poirot cresceu quando Ken e eu estávamos atuando. Ela é uma mulher bastante a frente do seu tempo, está em uma relação inter-racial [com o personagem de Leslie Odom Jr., Dr. Arbuthnot], e também (a forma) como ela pensa sobre as coisas.“

 

Daisy ainda comentou sobre como foi trabalhar ao lado de Johnny Deep:

“Eu não atuei tanto com Johnny, mas quando fiz foi incrível. E também foi hilário, porque ele me disse: “Daisy, eu vou ver Star Wars porque ouvi dizer que Peter Cushing está no filme.” [risos] Eu respondi, “Não é no meu filme, mas tudo bem.”

[Imagem: Divulgação]

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *