Colunista do Literatura Policial vai participar do Porto Alegre Noir. Veja os autores confirmados

Entre 13 e 15 de abril, a capital gaúcha vai sediar a primeira edição do Porto Alegre Noir, um festival dedicado à literatura policial e ao cinema de inspiração noir.  Durante três dias, a cidade vai respirar mistério e investigação com debates e cursos, mostra de filmes e feira de livros, reunindo autores nacionais, críticos de cinema e especialistas num dos gêneros culturais mais admirados.

Nosso colunista Rogério Christofoletti é um dos convidados do festival, que já tem vários nomes confirmados. O evento é uma realização da Fio Produtora, Cine Um Produtora e do escritor Cesar Alcázar, com apoio do Literatura Policial, da Aberst e da tytius camisetas alternativas.

 
Confira a lista de autores que já confirmados:


ROGÉRIO CHRISTOFOLETTI é jornalista e professor universitário. Como dramaturgo, escreveu oito peças das quais cinco foram aos palcos. Junto com Ana Paula Laux e sob o pseudônimo de Chris Lauxx, escreveu Os Maiores Detetives do Mundo, almanaque eletrônico sobre personagens da literatura, cinema, quadrinhos, games e TV. É colunista do site literaturapolicial.com.

 

PAULA BAJER FERNANDES, autora de “Viagem sentimental ao Japão” (Apicuri, 2013), “Nove tiros em Chef Lidu” (Circuito, 2014, e-book, e-galáxia, 2015), “Feliz aniversário, Sílvia (Patuá, 2017) e “Asfalto” (contos, e-book, e-galaxia, 2014). Participa do Coletivo Literário Martelinho de Ouro e tem contos nas antologias do grupo: “Achados e perdidos” (RDG, e-galáxia), “Serendpt” (Livrus), “Sub” (Patuá), “Eu não sou aqui” (Patuá) e nos zines “50 anos daquele 64″ e “Fancine”. Tem os blogs lolitaimaginario.com. e cheflidu.com.

 

MARCELO AUGUSTO GALVÃO lê, escreve e reescreve ficção fantástica, policial, suspense e western. Teve histórias publicadas em mais de dez coletâneas no Brasil e em Portugal, assim como em e-books, e também ajudou a organizar dois livros de contos homenageando Sherlock Holmes (Editora Draco). Venceu o 3º Concurso Literário da Revista Scarium – Categoria Horror (2006), a 16ª edição do Prêmio Cataratas (2007) e o 2º Prêmio Braulio Tavares (2008). Blog: http://galvanizado.wordpress.com

 

CLÁUDIA LEMES é autora de mais de dez romances, mas só ficou conhecida quando autopublicou Eu Vejo Kate: o Despertar de um Serial Killer. O livro fez muito sucesso na internet e logo ela recebeu o convite para a publicação tradicional na editora Empíreo. Em 2015 o livro foi relançado com praise da criminóloga Ilana Casoy e sua primeira tiragem esgotou em menos de um ano. Em 2016 publicou Um Martini com o Diabo, outra obra policial, desta vez no estilo noir. Foi convidada para participar de antologias como O Corvo: Um Livro Colaborativo, cujo conto está sendo adaptado para as telas, tendo sido escolhido por unanimidade pela produtora Inspiratorium, entre 60 contos. Cláudia recentemente escreveu um livro de não-ficção a pedido da editora Lendari: Santa Adrenalina, um Guia para Quem Quer escrever Thrillers, baseado no seu curso de sucesso sobre narrativas de suspense. É a fundadora da Associação Brasileira de Escritores de Romance Policial, Suspense e Terror, a ABERST, e foi recentemente eleita sua presidente, com 95% dos votos. Além disso, é professora, intérprete e tradutora, e mãe de três filhos.

 

EDUARDA DE CARLI é Graduada em Letras – Língua Inglesa e Mestre em Estudos Literários pela UFRGS, com dissertação sobre a caracterização e o papel de John Watson em adaptações televisivas contemporâneas. Leitora das histórias do grande detetive de Conan Doyle e de Agatha Christie e espectadora assídua de séries procedurais, atualmente os interesses de pesquisa são em estudos de personagem, principalmente questões de caracterização envolvendo estudos de adaptação e televisão com foco em detetives mulheres na literatura e na pequena tela.

 

VERA CARVALHO ASSUMPÇÃO criou o detetive Alyrio Cobra que protagoniza os livros: Paisagens Noturnas, Rigor da Forma, Peças Fragilizadas, Serpente Tatuada, Royal Destiny, Mandalas Translúcidas e a novela Desafios. Em 2012 participou da antologia Geração SubZero, com o conto “A Sabedoria de Clementina”. Em 2016 participou da BAN, Buenos Aires Negra, falando sobre cocaína, a rainha das drogas e sua influência nas investigações de Alyrio Cobra. Em 2015 e 2016 participou da Feira de Livros de Porto Alegre. Em 2017 foi finalista no concurso “Vendendo sua ideia na FLIP”.


 

TABAJARA RUAS é considerado um dos dez maiores romancistas da literatura rio-grandense. Em 1966, recém-chegado à capital, engajou-se em movimentos políticos que lutavam contra a ditadura. Este envolvimento fez com que Tabajara deixasse o país. Entre 1971 e 1981, morou no Uruguai, Chile, Argentina, Dinamarca (onde estudou cinema e arquitetura), São Tomé e Príncipe e Portugal. Durante o exílio, escreveu A Região Submersa, seu romance de estreia. Depois vieram O Amor de Pedro por João, Perseguição e Cerco a Juvêncio Gutierrez, Os Varões Assinalados, O Fascínio, Netto Perde sua Alma (prêmio Açorianos De Literatura) e O Detetive Sentimental. Escreveu também folhetins, peças, crônicas, o ensaio A Cabeça de Gumercindo Saraiva, e dois volumes da trilogia infanto-juvenil Diogo e Diana. Tabajara dirigiu 4 longas-metragens: Netto Perde sua Alma (o mais premiado filme gaúcho) Brizola: Tempos de Luta, Netto e o Domador de Cavalos e Os Senhores da Guerra.

 

O festival acontece na Cinemateca Capitólio Petrobrás, no centro histórico de Porto Alegre. Para mais informações, acesse o site oficial do evento e a página no Facebook.

Compartilhe aqui!
  • 30
    Shares

Um comentário em “Colunista do Literatura Policial vai participar do Porto Alegre Noir. Veja os autores confirmados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Que tal assinar a nossa newsletter?

Holler Box