Conservadores ameaçam queimar livraria em Berkeley

Por: Jessica Avery
Tradução: Ana Paula Laux

Via Bookriot – A Revolution Books, uma livraria independente em Berkeley, Califórnia, recebeu convidados inesperados dia 3 de março. Um grupo de ativistas conservadores, armados com câmeras de vídeo e frases em apoio ao presidente norte-americano Donald Trump, reuniram-se no exterior da loja e ameaçaram queimá-la. Funcionários da Revolution Books impediram a entrada dos ativistas na loja, e eles partiram antes que a polícia chegasse ao local. No twitter da livraria, foi postado um vídeo sobre o incidente.

 

 

A equipe da Revolutions Books, que foi fundada sobre os ideais marxistas de Bob Avakian, é usada para o tipo de comportamento exibido por esse grupo de conservadores. Aparentemente, até mais de 60 anos após o último “susto vermelho”, o sentimento anticomunista ainda é considerado por alguns como uma virtude americana. Envolvida em nove incidentes semelhantes no ano passado, a loja também recebe várias chamadas por telefone diariamente, zombando de sua missão ou ameaçando o estabelecimento e seus funcionários.

Mas apesar dos esforços para desestabilizar a equipe, a Revolution Books está se recusando a ceder à intimidação. Eles mantiveram suas horas regulares e voluntários da comunidade apresentaram-se para ajudar a proteger o local. Conheça a livraria aqui.

Compartilhe aqui!
  • 25
    Shares

2 comentários em “Conservadores ameaçam queimar livraria em Berkeley

  • março 17, 2018 em 12:32 am
    Permalink

    Não faço ideia do que o pessoal da livraria fez ou do que pensa o pessoal que queria tocar fogo na budega toda, mas chegar a esse ponto não é saudável pra ninguém, a menos que alguém tenha cometido um crime digno da Deep Web…

    Resposta
  • março 22, 2018 em 11:54 am
    Permalink

    A intolerância em qualquer lugar, tá difícil e certas manifestações mostrando para que servem.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *