12 e-books de suspense e mistério por até 10 reais

Para quem gosta da praticidade de ler direto do Kindle, confira as sugestões de suspense e mistério que separamos esta semana.

 

1. Morte no Nilo

“Morte no Nilo” é um dos mais célebres romances de Agatha Christie e  um dos mais famosos mistérios protagonizados por Hercule Poirot. A própria autora afirma no prólogo: “é um de meus melhores livros sobre ‘viagens internacionais'”. Inspirado em uma de suas estadias no Egito, conta a história de Linnet Ridgeway, uma jovem que parece ter tudo: beleza, dinheiro, inteligência e talento para os negócios. Mas, ao partir com seu noivo, Simon Doyle, para um cruzeiro exótico no rio Nilo, ela descobre que também tem… inimigos. Quando um crime é cometido a bordo, a suspeita recai sobre a ex-namorada de Simon. O álibi da moça, porém, é incontestável. O mistério parece insolúvel até que Hercule Poirot, de férias no mesmo navio, intervém de maneira a mudar totalmente o rumo da história… Morte no Nilo será a próxima adaptação de Agatha Christie para o cinema. O filme será dirigido e estrelado por Kenneth Branagh no papel de Hercule Poirot. Leia mais.

 

2. Cartas no corredor da morte: projeto parceiras no crime

Não poderia ser mais atual. Duas escritoras que se conheceram pela internet. O que gostavam era parecido. O que detestavam também. Identificação. Literatura pesada e transgressora. Ser transgressora. Além da semelhança física entre as duas, a admiração pelo que não era fácil de aceitar e engolir na sociedade: A admiração pelos homens errados. Qual seria a sua vontade ao encontrar alguém tão parecido com você? Você fugiria do quase si mesmo ou o abraçaria? A resposta chegou rápido. Antes de qualquer projeto tomar forma decidiram que escreveriam um livro. Cada uma como um serial killer diferente. Assim, sem se conhecerem pessoalmente. Talvez dessa maneira houvesse alguma poesia ainda maior em criar este universo denso e misterioso. Cláudia Lemes virou Love, Paula Febbe, Gurniak. E assim nasceu o “Cartas no Corredor da Morte”. Uma novela epistolar. Um experimento criativo, onde arte e literatura se encontram. Algo inovador em um mundo fake. Algo real.

 

3. O clube dos suicidas

Antecipando-se ao moderno romance policial, numa verdadeira “extravagância literária” para os padrões da época, O clube dos suicidas apresenta um grupo de cavalheiros que querem se matar, mas não têm coragem. No intuito de investigar esta curiosa associação, o destemido príncipe Florizel e seu fiel confidente Coronel Geraldine não sabem que, ao entrarem como sócios, podem ser sorteados a assassinar um dos membros, transformando a investigação numa complicada e sinistra aventura. Afinal, quem arquiteta esses crimes sob a fachada do clube?
Nesta novela perturbadora e envolvente, Stevenson, além de entreter o leitor e mantê-lo com os sentidos aguçados da primeira à última página, faz um minucioso levantamento dos costumes do século XIX, conduzindo a ação com admirável desenvoltura e criando personagens inesquecíveis.

 

4. A Casa Misteriosa

Por recomendação médica, a velha senhora Sophonisba vai viver em Londres, onde aluga uma confortável casa. Mas, em frente àquela nova moradia, ergue-se, desafiadoramente, um solar de terrível aparência e avançado estado de deterioração. Embora ostente uma carcomida tabuleta de “Aluga-se”, a sombria vivenda jamais atraiu inquilinos e não se sabe por que motivo. Apesar do lastimável estado de abandono, a velha senhora acredita surpreender, entre as persianas encardidas da casa funesta, uns enigmáticos olhos furtivos a espioná-la. Isto intriga profundamente a respeitável anciã, que encarrega o seu fiel criado de muitíssimos anos, Trottle, e um velho admirador, Jabez Jarber, de solucionar aquele incômodo mistério. Trottle e Jarber – que se detestam – passam a competir entre si para ver quem irá conseguir satisfazer primeiro e cabalmente a curiosidade da adorada musa comum. Com um fio condutor concebido por Dickens (1812 – 1870), no qual se intercalam histórias autônomas, narradas por Jarber, mas ligadas à personagem principal – a Casa Misteriosa –, o relato mais ou menos longo foi escrito pelo grande escritor inglês com a colaboração de brilhantes autores conterrâneos: os romancistas Wilkie Collins (1824 – 1889) e Elizabeth Gaskell (1810 – 1865).

 

5. Pietr, o letão

Pietr, o letão, publicado originalmente em 1931, é o primeiro romance protagonizado pelo comissário Maigret. Após um corpo ser encontrado no banheiro de um trem, o detetive é levado de bares sombrios a hotéis de luxo enquanto investiga a verdadeira identidade de Pietr, o letão, suspeito do crime. Leia a resenha.

 

6. Os maiores detetives do mundo

O que Sherlock Holmes, Batman e Ed Mort têm em comum? Poirot, 007 e House podem pertencer ao mesmo clube? A resposta é sim, já que todos eles investigam e solucionam mistérios! Os Maiores Detetives do Mundo é uma enciclopédia pop dedicada a 60 grandes investigadores da literatura, cinema, quadrinhos, TV e games. Este guia único e completo apresenta perfis, biografias, curiosidades e inúmeras informações divertidas sobre o mundo dos detetives. Do surgimento da ficção policial à atualidade, viaje pela linha do tempo e encare os protagonistas mais durões, esquisitos e fascinantes do planeta. Desvende enigmas com Auguste Dupin e treine as células-cinzentas com Hercule Poirot. Brinde em Paris com o comissário Maigret e renda-se à majestade inglesa de Sherlock Holmes. Desvie das balas de Philip Marlowe e resista ao charme de James Bond, enquanto os serial killers de Kay Scarpetta confundem a polícia americana. As sombras da cidade não são sombras, são Batman e The Spirit lutando para manter a ordem e paz reinante. E na terra dos vikings, Wallander, Joona Lina e Lisbeth Salander revelam inimigos ocultos. Escrito com linguagem acessível e organizado em capítulos cronológicos e temáticos, Os Maiores Detetives do Mundo é o guia definitivo para quem não resiste a um bom mistério.

 

7. O código Numerati

A descoberta de um grande segredo oculto nas inscrições rupestres do mais famoso sítio arqueológico do Nordeste – a Pedra do Ingá. Um projeto de lei tramitando no Senado que afetará a vida de todos os brasileiros. Um misterioso assassinato com roubo de informações confidenciais. Palavras enigmáticas descobertas na cena do crime que têm uma estranha conexão com mensagens contidas no livro bíblico do Apocalipse. Nesse contexto, uma jovem arqueóloga e um Delegado da Polícia Federal correm contra o tempo e lutam com suas próprias limitações para vencer um inimigo que está sempre um passo à frente, pois tem olhos em toda parte. Num livro que mescla temas polêmicos e atuais como espionagem na internet, vida digital, ética na política e tolerância religiosa, em cada capítulo há uma nova surpresa , e nesse jogo onde nada é o que parece ser, o leitor vai se envolvendo com os dilemas éticos, sentimentais e religiosos que tomam conta dos personagens, à medida que eles se aproximam da possibilidade de desvendar uma terrível verdade que poderá mudar para sempre o passado e o futuro da humanidade.

 

8. Roseanna

Primeiro livro de uma das maiores séries policiais do mundo. O corpo de uma mulher de origem desconhecida é encontrado durante a dragagem de um lago na Suécia. Sem qualquer pista de quem poderia ter cometido o crime, o inspetor Martin Beck mobiliza sua equipe em uma busca internacional por um assassino sem nome e sem rosto. Passados três meses, tudo o que sabe é que a jovem se chama Roseanna e pode ter sido assassinada por uma das 85 pessoas que estavam em um cruzeiro pelo Canal de Göta. Ao longo de meses de investigação, a lista de suspeitos, antes inexistente, ganha alguns nomes, até a polícia se deparar com um assassino cruel, que possui uma noção peculiar e doentia do que é certo e errado. Leia a resenha.

 

9.  A espera de um milagre

Uma trama de mistério e terror, ambientada nos anos 30, em plena Depressão americana, num cenário de desespero e sufoco: a Penitenciária de Cold Mountain. Stephen King foi buscar no lado mais sombrio de sua imaginação a história assombrosa de John Coffey, condenado à morte, e seu encontro fatal com o carcereiro Paul Edgecombe. Nas telas, o diretor Frank Darabont recria a história magistral de King, com Tom Hanks interpretando o guarda Edgecombe.

 

10. Enquanto você dormia

Britt teve uma adolescência complicada. Com a morte dos pais na infância, foi criada pela avó, Faye, em uma comunidade pequena e religiosa e com o passar dos anos, era frequente que os outros apontassem e dissessem que ela tinha feito coisas das quais não se lembrava e com as quais jamais sonhou. Anos depois, ela se muda para uma cidade pequena e afastada, longe das pessoas que a julgaram, consegue um emprego e tenta a lidar com seus lapsos de memória isolando-se dos outros. O que era para ser um recomeço para Brittany, no entanto, acaba por torná-lo seu pesadelo mais vívido e sombrio. Visões estranhas em seu quintal, a presença constante de Elena, apagões cada vez mais longos e repentinos. A única certeza que ela tem é a de estar ficando louca de uma vez por todas. Suas investigações sobre o passado da cidade a levam de volta para Michael, seu chefe, que tem um envolvimento amoroso com Elena, e algo muito maior é revelado no cerne, transformando-a para sempre e transportando-a de volta a seu passado.

 

11. Caixão fechado

No ano do centenário do detetive Hercule Poirot, a autora best-seller do The New York Times Sophie Hannah lança mais uma obra inspirada na genialidade de Agatha Christie, a escritora que mais vendeu livros na história da literatura. Depois do sucesso de Os crimes do monograma, lançado em 2014 e publicado no Brasil pela HarperCollins, chega agora às livrarias Caixão fechado, a segunda publicação inspirada na Rainha do Crime e autorizada pelos herdeiros de Agatha. Dessa vez, Poirot enfrenta um mistério diabólico, mergulhado em uma atmosfera sombria e cheia de suspense e perigo. Segundo Hilary Strong, presidente da Agatha Christie Ltd, “a publicação de Os crimes do monograma abriu um novo público para o trabalho de Christie. Caixão fechado é mais uma peça-chave da nossa estratégia para manter seu legado atual e vivo.

 

12. A Aventura de um Cliente Ilustre seguido de O Último Adeus de Sherlock Holmes

Estão aqui reunidas duas emblemáticas histórias de Sir Arthur Conan Doyle, protagonizadas por Sherlock Holmes e pelo seu colaborador de longa data e amigo, dr. Watson. “A aventura de um cliente ilustre” é um dos doze contos que integram The Case Book of Sherlock Holmes. Na trama, o adversário de Sherlock Holmes é um refinado e misterioso barão que por trás de um belo rosto esconde crimes terríveis. Já em “O último adeus de Sherlock­ Holmes”,­ publicado na revista Strand, em 1917, Sherlock­ Holmes é chamado para trabalhar como espião, enquanto a Grã-Bretanha se prepara para a Primeira Guerra Mundial. Este que é um dos textos da maturidade de Conan Doyle é também um epílogo – triunfal – da carreira do famoso detetive de Baker Street.

 

Compartilhe aqui!
  • 19
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *