A catedral de Sevilha é um dos cenários de Origem, suspense de Dan Brown

A Espanha é o país homenageado em Origem, romance policial de Dan Brown publicado em outubro de 2017 no Brasil. Em mais uma trama que opõe religião e ciência, o autor escolheu várias cidades espanholas como cenário das investigações do simbologista Robert Langdon, entre elas Sevilha, que fica na ensolarada região da Andaluzia.

A Catedral de Sevilha é a maior da Espanha e a igreja gótica mais extensa do mundo, com 126 metros de comprimento e largura de 83 metros. Ela nasceu como mesquita em 1184, feita principalmente de tijolos. Depois da reconquista da região pelos católicos, a mesquita foi convertida em uma igreja, que começou a ser reconstruída em 1401 e foi concluída no final do século 16. Há mais de 30 anos, a Unesco a declarou Patrimônio da Humanidade.

 

Em Origem, a igreja está relacionada às trágicas lembranças do Almirante Àvila, um dos antagonistas da trama.

 

A catedral também abriga a Torre da Giralda, um antigo minarete que se tornou símbolo da cultura sevilhana. A vista do topo da Giralda, que tem 96 metros do chão até o cata-vento, é de tirar o fôlego.

Dentro da igreja, há diversos monumentos funerários de cardeais, um órgão grandioso, obras de artistas como Murillo e Hernán Ruiz Jiménez, além do muito visitado mausoléu de Cristóvão Colombo.

 

Conheça a catedral na galeria de fotos

 

Compartilhe aqui!
  • 31
    Shares

Ana Paula Laux

Jornalista. Trabalha com curadoria de informação, gestão de mídias sociais e criação de conteúdo digital. Em 2014, lançou o e-book "Os Maiores Detetives do Mundo" (Chris Lauxx).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *