7 pessoas que esqueceram mesmo de devolver o livro

Quem nunca emprestou um livro e esqueceu de devolver ou então devolveu com algum atraso? Há casos, no entanto, em que o atraso vira notícia e rende algumas risadas. 

 

 

1. Universidade de Dayton

Fonte/Independent: https://ind.pn/2yxjvrJ

Em Ohio, nos Estados Unidos, um ex-aluno da Universidade de Dayton emprestou o livro A História das Cruzadas em 1967. Sua empolgação deve ter sido tamanha que ele se lembrou de devolver o exemplar para a biblioteca apenas em 2016, com 49 anos de atraso. A multa, que totalizava 350 dólares, foi até perdoada.

 

2. O Grão Versátil e o Feijão Elegante

Fonte/Mental Floss: https://bit.ly/1mfHLDm

Na cidade de Lawrence, no Kansas (EUA), uma pessoa emprestou em 1992 o livro O Grão Versátil e o Feijão Elegante. O livro de culinária ficou em posse do leitor por 21 anos, até ser devolvido em 2014 para a A Biblioteca Pública de Lawrence. Espera-se que todas as receitas tenham sido testadas.

 

3. O Livro Real sobre Cobras

Fonte/Mental Floss: https://bit.ly/1mfHLDm

41 anos é o tempo ideal para aprender tudo sobre cobras? Aparentemente sim, já que foi esse o tempo que um leitor anônimo levou para devolver este livro sobre os ofídios para a A Biblioteca do Condado de Champaign em Urbana, Ohio. Junto ao exemplar, ele deixou a seguinte mensagem: “Desculpe por ter mantido este livro por tanto tempo, mas sou um leitor muito lento! Eu incluí minha multa de $ 299,30 (41 anos, 2 centavos por dia). Mais uma vez, minhas desculpas!”

 

 

4. Universidade de Liverpool

Fonte/Telegraph: https://bit.ly/2z43d9w

4.500 libras foi o preço da multa que um ex-aluno da Universidade de Liverpool acumulou por esquecer de retornar um livro sobre Estrutura e Função na Sociedade Primitiva. O exemplar foi retirado em 1953 e devolvido em 2014, 61 anos depois. A biblioteca também dispensou a cobrança da multa e todo mundo ficou felizão.

 

5. O fogo de Francis Xavier

Fonte/Mental Floss: https://bit.ly/1mfHLDm

Em Nova York, um leitor levou 55 anos para devolver um exemplar de O Fogo de Francis Xavier. O livro foi enviado pelo correio para a Biblioteca Pública de Nova York.

 

6. Oscar Wilde será só meu

A Biblioteca Pública de Chicago, em Illinois, levou 78 anos para recuperar um exemplar de O Retrato de Dorian Gray, clássico de Oscar Wilde. Uma mulher encontrou a rara edição do livro entre os pertences de sua falecida mãe e resolveu retornar o exemplar. Ao perguntar se poderia ser presa, ela recebeu a seguinte resposta da biblioteca: ‘Não, estamos tão felizes que você o trouxe de volta’”.

 

7. Até tu, George Washington

Fonte/The Guardian: https://bit.ly/2DHNt0Y

Esse é possivelmente um recorde. Um livro sobre assuntos internacionais que o primeiro presidente dos Estados Unidos emprestou em 1789 foi finalmente devolvido para a biblioteca de Nova York. Em 5 de outubro de 1789, George Washington retirou um exemplar de A Lei das Nações da biblioteca e jamais devolveu o livro (tsc tsc). A edição foi encontrada apenas em 2010 na biblioteca do ex-presidente. Se tivesse que pagar a multa pelo atraso, teria que desembolsar em torno de 300 mil dólares.

 

Compartilhe aqui!
  • 11
    Shares

Deixe uma resposta

Assine a news

Lançamentos, resenhas e curiosidades sobre livros de suspense e mistério. É só assinar a news do Literatura Policial :)

* indicates required
Holler Box
%d blogueiros gostam disto: