A inspiração de Edgar Allan Poe para o conto O Mistério de Marie Roget

O Mistério de Marie Roget foi um conto policial com o detetive Auguste Dupin, escrito por Edgar Allan Poe em 1842.

Só para ter uma ideia dos eventos mais importantes daquele ano, Sir Richard Owen cunhava a palavra “dinossauro” em 1842, a Primeira Guerra do Ópio com o Tratado de Nanquim terminava e, no Brasil, Dom Pedro II casava-se com a princesa Teresa Cristina Maria de Bourbon.

Voltando ao conto, Dupin e seu assistente, o notório narrador sem nome, investigam o assassinato misterioso de Marie Rogêt em Paris. O corpo é encontrado no Rio Sena, e a imprensa se interessa muito pelo mistério. Dupin observa que os jornais “criam uma sensação … [melhor] do que promover a causa da verdade”. Mesmo assim, ele usa os relatórios dos jornais para entrar na mente do assassino. Para criar este conto, Poe se baseou em um fato real.

 

The cigar girl (New York Public Library)

 

O fato foi o assassinato da jovem Mary Cecilia Rogers, vendedora de tabaco cujo corpo apareceu boiando no rio Hudson, em Nova York. Rogers, figura notória de NY, nasceu em Lyme, Connecticut, em 1820, embora seus registros de nascimento não tenham sobrevivido ao tempo.

Ela trabalhava em uma tabacaria e era considerada atraente pela clientela masculina, ficando conhecida como a “Linda Garota do Cigarro”. Filha do dono de uma pensão, sua beleza era considerada realmente única. A loja, que era muito frequentada por jornalistas, ficava frequentemente lotada especialmente por conta do carisma de Miss Rogers. Um poema dedicado ao seu rosto apareceu no New York Herald, e durante seu tempo na loja de cigarros, ela inspirou escritores como James Fenimore Cooper e Washington Irving, que visitavam o local para fumar e flertar com Mary.

Em 25 de julho de 1841, Miss Rogers misteriosamente desapareceu. Semanas depois, seu corpo foi encontrado boiando no rio Hudson em 28 de julho em Hoboken, Nova Jersey. Os detalhes em torno do caso sugeriam que ela foi assassinada, mas não havia evidências.

A morte de Mary Cecilia recebeu atenção nacional durante semanas. Meses depois, o inquérito continuava em curso. Seu então noivo foi encontrado morto, em um ato de suicídio. Ao seu lado, uma nota de remorso e uma garrafa vazia de veneno foram encontrados. 

 

[Fontes: Wikipedia, Smithsonian.com, Os maiores detetives do mundo]

2 comentários em “A inspiração de Edgar Allan Poe para o conto O Mistério de Marie Roget

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *