Batom Naná, um conto com ares de Agatha Christie

Crimes bizarros acontecem em São Paulo. Como o das vítimas encontradas com a boca lambuzada de batom e um pedaço de papel de pão ao lado, onde lê-se a frase “batom naná”. Detalhe: o batom está encharcado com cianeto de potássio.

 

 

O conto é de Tito Prates, escritor natural de São Paulo e um dos maiores especialistas em Agatha Christie no mundo. É uma história para ser lida rapidamente, tem aqueles toques que lembram sua autora favorita, como o título curioso e o uso do veneno para temperar a trama.

 

A polícia pediu à população que ajudasse… As senhoras sozinhas da cidade começavam a temer um serial killer.

 

Prates é também autor da biografia Agatha Christie from my heart, publicada em 2016 com autorização do Agatha Christie Trust, Agatha Christie Ltd. e Mathew Prichard, neto da escritora. Vale a pena conhecer!

 

Ana Paula Laux

Jornalista. Trabalha com curadoria de informação, gestão de mídias sociais e criação de conteúdo digital. Em 2014, lançou o e-book "Os Maiores Detetives do Mundo" (Chris Lauxx).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *