georges simenon

A manifestação de escritores sobre os atentados em Paris


charlie-hebdo-cover

No dia em que o jornal satírico francês Charlie Hebdo voltou a ser vendido na França, a primeira edição pós-atentado chegou às bancas com uma tiragem de três milhões de exemplares.

Passada uma semana dos assassinatos no jornal, leia a manifestação de escritores em relação ao atentado que vitimou dezessete pessoas em Paris.

x

PATRICIA CORNWELL
cornwell_jornal1
No dia do atentado, Patricia Cornwell retuitou uma ilustração do artista britânico Banksy em sua conta no Twitter.

hebdo_1

x

STEPHEN KING
Apple Store Soho Presents Meet The Creators: Stephen King, John Mellencamp And T Bone Burnett
(Foto: Jim Spellman/WireImage)
Ainda no Twitter, Stephen King escreveu: “Matar cartunistas para honrar o Profeta eleva a imbecilidade a outro nível. Ei, idiotas: o Profeta pode cuidar da própria vida.

ScreenHunter_254 Jan. 14 12.40

x

JK ROWLING
rowling
Em uma manifestação em apoio aos muçulmanos, JK Rowling criticou uma declaração do magnata da imprensa Rupert Murdoch, que responsabilizou os muçulmanos pelas mortes no Charlie Hebdo. A escritora escreveu no seu twitter: “Eu nasci cristã. Se isso faz com que Rupert Murdoch seja responsabilidade minha, eu vou me auto-excomungar”.

ScreenHunter_258 Jan. 14 14.25

x

GEORGES SIMENON
A página oficial de Georges Simenon no Twitter substituiu a imagem de perfil pela imagem com o texto “Simenon is Charlie” (Simenon é Charlie). A página é administrada pelo filho do escritor, John Simenon, que escreveu logo após a imagem: “Liberdade de expressão era absolutamente sagrado para meu pai.

ScreenHunter_256 Jan. 14 13.02

x

IAN RANKIN
rankin
O escocês Ian Rankin compartilhou várias imagens no Twitter, entre elas a capa do jornal Sunday Post com a frase: “Milhões unem-se em solidariedade.”

ScreenHunter_257 Jan. 14 13.53

x

LUIS FERNANDO VERÍSSIMO
verissimo
O escritor gaúcho escreveu sobre o atentado no jornal O Globo: “Para mim, cidade civilizada é aquela em que, a qualquer hora da noite, você encontra um lugar aberto para tomar uma sopa e comprar o “Charlie Hebdo” ou similar, o que exclui todas as outras cidades do mundo, salvo Paris”. Leia mais.

ana2

Anúncios

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s