notícia

Salim Miguel lança o romance policial “Nós”



(Foto: O Globo)


Um dos escritores mais importantes do país, o catarinense Salim Miguel lança neste mês o romance “Nós” pela Editora da UFSC. Aos 91 anos, Salim continua irriquieto e produtivo: já publicou mais de trinta livros entre romances, contos e crônicas, e agora -primeira vez! – se arrisca no gênero policial.
x

“Uma difusa luminosidade se infiltra por janelas e frinchas. Dura pouco. Aperto um botão, a luz elétrica agride o ambiente.”
x

A sinopse oficial de “Nós” é bastante lírica e não entrega que o livro é uma trama policial, mas de acordo com matéria publicada no jornal Notícias do Dia, a narrativa envolve vários personagens, um assassinato e o mistério que se cria para descobrir a identidade do culpado.

Nascido no Líbano, Salim Miguel veio ainda criança para o Brasil e se mudou com a família para Santa Catarina na década de 1920. Atuante no movimento cultural do estado, ele se envolveu com iniciativas artísticas importantes como a criação da Revista Sul e o roteiro do primeiro longa-metragem catarinense, “O preço da ilusão”, de 1957. Foi também diretor da Edufsc e da Fundação Franklin Cascaes.

Além do grande talento literário, Salim tem duas características que o tornaram um dos pilares da cultura catarinense no século 20: é um renovador de linguagens e um agitador cultural, com grande capacidade de aglutinar outros artistas em torno de causas artísticas.

Seu primeiro livro saiu em 1951, mas o mais conhecido é o romance autobiográfico “Nur na Escuridão”, de 1999. Em 2009, Salim Miguel recebeu o prêmio Machado de Assis da Academia Brasileira de Letras pelo conjunto da sua obra.

x

nos2
Leia a sinopse de “Nós”, de Salim Miguel
(Editora UFSC, 2015)

Na mata virgem o casebre me acolhe. Noite e dia se fundem, eu me confundo. É o breu, escuridão perene. Exagero? Sei não! Sei sim: exagero. Uma difusa luminosidade se infiltra por janelas e frinchas. Dura pouco. Aperto um botão, a luz elétrica agride o ambiente. A selva selvagem me fascina. A selva selvagem me intimida. Pingos de sol custam a aparecer. Estrela e lua inexistem.

Anúncios

Categorias:notícia, notícias

Tagged as: , ,

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s