ficção científica

CRÍTICA | Um passeio no jardim da vingança, de Daniel Nonohay


vinganca3

BEM-VINDO AO FUTURO – Uma história sci-fi que tem como cenário Porto Alegre, em meio a implantes cibernéticos, relações de ódio e poder e um homem tentando se reencontrar na vida. Esta é a premissa de “Um passeio no jardim da vingança”, de Daniel Nonohay, livro publicado em 2016 pela Editora Novo Século.

Depois de quase morrer em um atentado, Ramiro é afastado do escritório de advocacia, onde é sócio, após tentar retomar sua antiga posição na empresa, na chefia do Departamento de Direito do Trabalho. Confuso e sentindo-se traído, ele reflete sobre a própria trajetória e percebe que seu passado é baseado em relações fúteis de poder e dinheiro, vivendo ao lado de uma mulher que não ama, sem amigos verdadeiros e trabalhando em um lugar que descobre ser pano de fundo para negócios escusos. Deprimido, ele decide se vingar dos que julga responsáveis por seu afastamento, na esperança de encontrar um sentido para a própria vida também.

Você pode estar se perguntando onde entra o sci-fi da história, afinal. Neste cenário futurístico, as pessoas usam implantes para aumentar a capacidade de armazenamento da memória, vasculhar redes de internet ou criar realidades alternativas. Ela se tornam, de certa forma, uma espécie meio humana, meio robô, fazendo uso da tecnologia para ter um melhor desempenho no trabalho ou aproveitar melhor as horas de lazer. Porém esta tecnologia é cara e acessível apenas aos que podem pagar pelo recurso. Ramiro está acostumado a usar a memória cibernética para funções protocolares no Escritório mas, depois do atentado, ele irá readaptar as habilidades para colocar em prática um plano de vingança.
x

“O cérebro recebe o lote de conteúdo, mastiga até o reduzir a uma pasta gosmenta, empurra-a pelo corredor dos nossos distúrbios psiquiátricos e guarda o padrão elétrico correspondente no compartimento que entende cabível”

x
Os diálogos criados pelo autor, que expõe a ferida aberta dos personagens, a perversidade inata a muitos deles, a maldade em estado bruto, são os diferenciais da história. Alguns trechos chocam pela intensidade da crueldade, a banalidade da violência, o cinismo e a falta de escrúpulos dos personagens. Como Juiz do Trabalho, Daniel Nonohay também descreve com precisão os trâmites e circunstâncias da profissão de Ramiro. 

Por outro lado, aqueles acostumados a uma sequência linear dos fatos podem estranhar a divisão dos capítulos. A primeira parte, o Livro I – Presente, traz a história do protagonista Ramiro e suas descobertas. A segunda parte, o Livro II – Passado e Futuro, contextualiza a primeira história situando os coadjuvantes da trama, como o líder de uma seita religiosa, o dono do Escritório de advocacia e seus cúmplices.

Embora sejam pouco descritos os cenários em Porto Alegre e até os próprios elementos sci-fi, curiosidade que acaba atraindo a atenção do leitor num primeiro contato com a sinopse, “Um passeio no jardim da vingança” é uma leitura que prende em vários momentos, provando que o autor é habilidoso com as palavras e diálogos. E é claro, é sempre uma boa surpresa ler histórias de ficção científica criadas por nomes nacionais.

* Exemplar enviado pelo autor.

star3

passeioTítulo: Um passeio no jardim da vingança
Autor: Daniel Nonohay
Editora: Novo Século
Páginas: 301
Este livro no Skoob

SINOPSE – As grandes cidades convivem com a divisão entre as “zonas vigiadas” e suas periferias. O uso de drogas e medicamentos é disseminado, sendo controlado por laboratórios. Implantes cibernéticos são uma realidade, aumentando capacidades e aptidões, como a de memória, para aqueles que conseguem arcar com os custos. Religiões e grupos terroristas alimentam-se do descontentamento e das diferenças sociais. Venha acompanhar a história de Ramiro, um advogado que perdeu o prazer de viver. Depois de quase ser morto, tenta retomar a rotina profissional e dar sentido ao que restou da sua vida. Em litígio com os sócios do escritório, parte como caçador em busca de uma vingança que o acabará transformando em caça. Perseguido, doente e sem recursos, a sobrevivência de Ramiro dependerá da sua capacidade de improvisação, do seu conhecimento de sistemas de dados e das aptidões adquiridas com dois implantes cerebrais, que lhe permitem acesso à “rede” e aumentam a sua memória. Um Passeio no Jardim da Vingança é um suspense denso, com personagens marcantes e amorais, que dão à narrativa múltiplos pontos de vista e linhas cronológicas, e onde a ficção científica é um pano de fundo para uma história na qual o personagem principal é a natureza humana.

ana2

Anúncios

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s