ana paula laux

O Caso Neruda, de Roberto Ampuero


neruda

Por Ana Paula Laux – Roberto Ampuero é natural do Chile. Jornalista e professor universitário, foi exilado após o golpe militar de 1973, estudou literatura e antropologia, morou em Cuba e na República Democrática Alemã e só conseguiu retornar ao Chile em 1992. Foi quando lançou o primeiro romance policial com o detetive Cayetano Brulé.

Em “O caso Neruda”, Brulé interage com ninguém menos do que o poeta Pablo Neruda, que confia a ele uma missão muito pessoal e, por que não dizer, emocional: encontrar um nome importante do passado do poeta. Nos primeiros capítulos, as descrições minuciosas acabam desviando um pouco o rumo da leitura. Passados alguns capítulos, quando Brulé recebe a missão e sai em busca de pistas pelo mundo, é que a história começa a empolgar. Os diálogos de Cayetano com o poeta, as crises existenciais dos personagens e a fotografia de uma América do Sul nostálgica são pontos marcantes da história. Realidade e ficção podem até se confundir em alguns momentos.

Quem não conhece a biografia de Neruda, acaba se inteirando da vida dele por aqui. Os capítulos do livro foram nomeados em homenagem às mulheres da vida de Neruda, inclusive à madrasta que o criou já que a mãe biológica foi assassinada quando ele era um bebê. Nascido em Valparaíso – cidade onde acontece parte da história – Roberto Ampuero dá velocidade à trama apenas nos momentos finais, quando descreve a tensão do golpe de Estado no Chile (uma descrição aliás muito bem feita), o estado de espírito e as prisões do povo e por fim a deposição e morte do presidente Allende.

Cayetano Brulé é um personagem interessante, mas não o achei tão apaixonante. Vale por ser um romance policial ambientando na América do Sul e pela curiosa participação Pablo Neruda na história. Quem sabe na próxima tentativa?

star2

nerudaTítulo: O caso Neruda
Autor: Roberto Ampuero
Editora: Benvirá
Ano: 2011
Este livro no Skoob

SINOPSE: Velho e doente, o poeta Pablo Neruda volta ao Chile no inverno de 1973, depois de deixar o posto de embaixador do governo de Salvador Allende em Paris. Nesse momento, Neruda conhece o detetive cubano Cayetano Brulé, a quem confia a missão de seguir o rastro de uma mulher capaz de elucidar um dos segredos mais bem guardados do passado do poeta.

ana2

Anúncios

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s