A entrega, de Dennis Lehane, coloca à prova qualquer resquício de moralidade

 

Por Leila Gonçalves – Muitos livros de Dennis Lehane já renderam bons filmes. O melhor exemplo é “Mystic River” ou “Sobre Meninos e Lobos”, no entanto, o escritor jamais havia trabalhado como roteirista. Portanto, quando foi convidado para adaptar um de seu contos, “Animal Rescue”, ele aceitou de imediato a proposta.

No final de 2014, chegou às telonas “The Drop” ou “A Entrega”. Com boa receptividade de crítica e público, também é o último trabalho de James Gandolfini, protagonista da série “Familia Soprano”. O que ninguém imaginava foi o lançamento da transposição do roteiro para o formato de novela poucos meses depois. Mediante essa nova perspectiva, a história se redimensiona com o aprofundamento psicológico das personagens, privilegiando suas reflexões em consonância com as atitudes, um recurso nem sempre viável no cinema, mas crucial numa história onde todos guardam segredos e ninguém é inocente.

Ambientada em Dorchester , um subúrbio de Boston onde Lehane nasceu e cresceu, essa é a história de Bob Saginowski, um sujeito pacato e tranquilo que está passando pelo seu inferno astral. Seus problemas começam, quando ele resgata um filhote de pit bull ferido dentro de uma lata de lixo. Seu antigo dono, Eric Deeds, é um psicopata que passa a chantageá-lo em troca do certificado de propriedade de Rocco, o nome de seu novo amigo.

 

“O mal é a coisa mais comum entre os homens. As coisas boas são muito mais raras.”

Para piorar, o bar onde ele trabalha é assaltado. O lugar aparentemente de propriedade de seu primo Marv, na realidade, é apenas fachada para a lavagem de dinheiro da máfia chechena. Comandada pela família Ungarov, ela exige o imediato ressarcimento do prejuízo para resolver o caso de uma maneira mais civilizada…

Assediado pela polícia em busca de informações, não vai ser fácil para Bob escapar ileso dessa confusão. São apenas 147 páginas de uma trama bem armada, com ritmo rápido, personagens intrigantes e bons diálogos. Um livro que coloca à prova qualquer resquício de moralidade, difícil de largar antes de chegar ao final. Portanto, divirta-se e não deixe de assistir o filme disponível legendado no YouTube, aliás, a atuação de Tom Hardy no papel principal é impecável.

Nota: Há uma informação no livro que eu desconhecia. Nos Estados Unidos, a Igreja Católica está vendendo parte de suas igrejas para acertar às contas com a Justiça. Esse dinheiro é destinado para indenizar as vítimas de padres pedófilos.

 

SOBRE O LIVRO

Título: A Entrega
Autor: Dennis Lehane
Tradução: Luciano Vieira Machado
Páginas: 304
Editora: Companhia das Letras
Compre o livro
Compre o e-book

SINOPSE – Bob é um bartender solitário e desiludido, que tenta encontrar razões para continuar vivo. Três dias depois do Natal, seu marasmo é interrompido por um latido abafado. Esse filhote de cachorro mudará para sempre a sua vida. Nessa mesma noite, ele conhece Nadia, uma garota sofrida que, como ele, busca algo em que acreditar. Unidos pelo desejo de resgatar o cachorro, Bob e Nadia estreitam seus laços. Quando as coisas parecem ter tomado rumo, eles se encontrarão em um jogo sujo, que envolve a máfia chechena, um assassino, dois trambiqueiros profissionais, um policial e o próprio dono do cachorro. Em A entrega, Dennis Lehane volta às ruas de Boston num explosivo enredo de morte e traição.

 

Leila de Carvalho e Goncalves

Doente por livros, vem sendo tratada sem resultado há mais de cinquenta anos pelo alienista Simão Bacamarte. Aposentada e com tempo de sobra, parece haver pouca esperança em sua recuperação. Sem formação acadêmica na área e nenhuma foto de identificação, pode ser facilmente encontrada entre os detetives e vilões da ficção policial, em geral, com um e-book na mão.
Leila de Carvalho e Goncalves
Compartilhe aqui!
  • 63
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Leila de Carvalho e Goncalves

Doente por livros, vem sendo tratada sem resultado há mais de cinquenta anos pelo alienista Simão Bacamarte. Aposentada e com tempo de sobra, parece haver pouca esperança em sua recuperação. Sem formação acadêmica na área e nenhuma foto de identificação, pode ser facilmente encontrada entre os detetives e vilões da ficção policial, em geral, com um e-book na mão.

Um comentário em “A entrega, de Dennis Lehane, coloca à prova qualquer resquício de moralidade

  • 17 de outubro de 2015 em 10:52 pm
    Permalink

    Obrigada pela dica, adoro Lehane. Ótima resenha!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!