lançamentos

LANÇAMENTOS | Os destaques de maio


Confira os livros em destaque este mês. Para ver todos os lançamentos, clique aqui.

x

1. Em águas sombrias, Paula Hawkins
(Editora Record)
Nos dias que antecederam sua morte, Nel ligou para a irmã. Jules não atendeu o telefone e simplesmente ignorou seu apelo por ajuda. Agora Nel está morta. Dizem que ela se suicidou. E Jules foi obrigada a voltar ao único lugar do qual achou que havia escapado para sempre para cuidar da filha adolescente que a irmã deixou para trás. Mas Jules está com medo. Com um medo visceral. De seu passado há muito enterrado, da velha Casa do Moinho, de saber que Nel jamais teria se jogado para a morte. E, acima de tudo, ela está com medo do rio, e do trecho que todos chamam de Poço dos Afogamentos…

Com a mesma escrita frenética e a mesma noção precisa dos instintos humanos que cativaram milhões de leitores ao redor do mundo em seu explosivo livro de estreia, A garota no trem, Paula Hawkins nos presenteia com uma leitura vigorosa e que supera quaisquer expectativas, partindo das histórias que contamos sobre nosso passado e do poder que elas têm de destruir a vida que levamos no presente.x


2. Morte por afogamento & outras histórias, Agatha Christie (pocket)
(L&PM)
Quando uma jovem moradora do vilarejo St. Mary Mead é encontrada morta perto de um rio, tudo indica um assassinato. E para Sir Henry Clithering, que está visitando alguns amigos na região, o caso parece bastante claro. Mas todas as suas certezas são postas em xeque quando ele recebe um pedido muito especial de Miss Marple: ajudá-la a provar que o homem que foi acusado do crime é inocente. Mesmo sabendo que as evidências apontam o contrário, Sir Clithering decide investigar o caso, tendo como guia tão somente a intuição implacável de uma velhinha interiorana.

Em Morte por afogamento e outras histórias, Agatha Christie presenteia o leitor com este intrincado enigma, além de outros dois contos de mistério, “Uma tragédia de Natal” e “O caso do bangalô”, todos analisados pela mais inusitada detetive da literatura.

x

3. Um romance perigoso, Flávio Carneiro
(Editora Rocco)

Preste atenção no vermelho. A cor está nos detalhes: nos bilhetes, nos envelopes e no cenário dos crimes. Por onde quer que passe, o assassino deixa como assinatura um lastro vermelho de pistas. Mas, para a dupla de detetives André e Gordo, a cor é apenas um indício da complexa personalidade do serial killer do novo caso que assumiram. Juntos, eles mergulham no universo da literatura policial para destrinchar o funcionamento dessa mente homicida avessa aos best-sellers de autoajuda e entusiasta de Dashiell Hammett.

Os autores do famoso grupo editorial Frieden estão morrendo e o modus operandi é sempre o mesmo: uma injeção de estricnina que leva as vítimas ironicamente a manterem o risus sardonicus como expressão para eternidade. Em cada cena de crime, o assassino deixa uma dica para a próxima vítima que será encontrada apenas na obra de Hammett e, de quebra, um exemplar de A irmãzinha, de Raymond Chandler. Perambulando pelas ruas do Rio de Janeiro, guiados pela fome do Gordo e a sede de cerveja de André; esse duo de amantes de livros e aventuras vai correr contra o tempo para decodificar os sinais do assassino e salvar a vida dos autores do grupo Frieden. Para isso, vão contar com a ajuda de Heleno, um policial aposentado; da bela e despachada Ana, namorada de André; e do alfaiate Valdo Gomes, um amante da obra de Hammett que entra em cena para arrematar os fios desse mistério. A trilha vermelho-sangue os leva ao possível alvo final do assassino: Victor Winner, o sedutor e bem-sucedido sócio do Frieden, que esconde um segredo enterrado num passado nebuloso. E é ao desvendarem esse segredo, que André e Gordo vão descobrir que vermelho, na verdade, é a cor da vingança.

 

4. O segredo dos corpos, Vincent di Maio & Ron Franschell
(Darkside Books)
A medicina forense tem sido uma fonte constante de inspiração para grandes narrativas policiais. Uma tradição que remota às primeiras histórias de Sherlock Holmes no século XIX. Mas será que a arte imita mesmo a vida — ou, nesse caso, a morte? O que realmente acontece numa autópsia? Você não precisa mais morrer de curiosidade. Ler O Segredo dos Corpos é como estar dentro do necrotério, participando de uma verdadeira aula sobre patologia criminal. Sem o inconveniente cheiro do formol.

O Segredo dos Corpos disseca casos surpreendentes que ajudaram a construir a reputação do legista. Como a exumação de Lee Harvey Oswald, suposto assassino do presidente Kennedy. Ou a investigação pela morte do adolescente Trayvon Martin, em 2012, na Flórida, crime que acabaria impulsionando o movimento Black Lives Matter, de denúncia contra o racismo na sociedade norte-americana. O livro apresenta ainda casos reais de serial killers que ainda aterrorizam o imaginário popular. E num capítulo especial, o autor questiona o alegado suicídio de Vincent van Gogh.

x

5. A hipótese humana, Alberto Mussa
(Editora Record)
“A hipótese humana” é o quarto romance do “Compêndio Mítico do Rio de Janeiro”, composto também por “O trono da rainha Jinga”, “A primeira história do mundo” e “O senhor do lado esquerdo”. O livro relata as circunstâncias misteriosas que envolvem o assassinato de Domitila, filha do coronel Chico Eugênio, dentro da chácara da família no Catumbi.

A investigação fica a cargo do detetive Tito Gualberto, primo da vítima e hábil capoeira, que tentará completar o quebra-cabeça do crime. De tão real, a ficção de Mussa encontra sua crônica familiar numa ponta da história. Os muitos suspeitos do crime vão sendo revelados aos poucos, levando o leitor num redemoinho que confunde, aprisiona e inquieta.

x

x

6. Rastros de sangue, Val McDermid
(Editora Bertrand)
Livro que deu origem ao seriado Wire in the Blood. Garotas estão desaparecendo por todo o país, e, aparentemente, não há qualquer ligação entre os desaparecimentos. Cabe à recém-formada equipe de análise do Dr. Tony Hill ir atrás de pistas que estabeleçam padrões ou conexões. Mas, após um subordinado surgir com uma hipótese, um dos membros da equipe aparece morto, e a questão se torna pessoal.

Agora, acompanhado de sua colega Carol Jordan, Hill embarca em uma campanha de terror psicológico onde os papéis de caça e caçador podem se confundir com facilidade. Depois de tantos anos investigando as mentes de homicidas insanos, a dupla está prestes a descobrir que homens sãos também matam.

Anúncios

2 replies »

  1. “O Segredo dos Corpos” parece ótimo.
    Solicitei “Rastros de Sangue” para a editora e será uma das minhas próximas leituras. Li apenas um livro da autora há anos, e gostei. Estou curiosa para conferir mais um.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    Curtido por 1 pessoa

    • O segredo dos corpos é aquele tipo de livro que eu adoro porque parece um almanaque e ainda tem uma diagramação linda, que casa bem com o projeto. Social Killers também era assim, instrutivo mas difícil de ler por causa de casos muito muito chocantes. Já a Val McDermid eu sempre ouvi falar mas ainda não li. Mas sei que é ótima! É uma das curadoras do Festival Harrogate, se não me engano, na Inglaterra, um dos grandes festivais dedicados à literatura policial, que eu pretendo ir um dia quando ganhar na loteria rs! Bjs Mari 🙂

      Curtir

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s