georges simenon

Esposa do detetive Maigret não quer mais saber de lavar panelas


ADEUS PANELAS – Nas histórias do clássico detetive Maigret, criação do belga Georges Simenon, a esposa do policial é uma dona de casa pacata que passa a vida cuidando das necessidades do marido, das refeições e dos afazeres domésticos no aconchegante apartamento da Boulevard Richard-Lenoir, em Paris. Seu primeiro nome é Louise, embora Maigret geralmente a chame apenas por Madame Maigret. Ela raramente se envolve com as questões de trabalho do marido e está sempre disponível a ajudá-lo de forma muito solícita.

Em Chez Mme Maigret (Editora Global, 2011), Renata Pallottini decidiu dar um pouco de ação à rotina entediante de Louise, tornando a vida da então viúva do comissário Jules Maigret bem mais interessante. Na trama, Louise tem a oportunidade de investigar um caso em que o marido trabalhava e em cujas circunstâncias ela havia involuntariamente se envolvido. De coadjuvante, Louise Maigret tornou-se a protagonista de um romance policial, afinal de contas, experiência ela tem de sobra.
x

(IMAGEM: Musa Rara)

x
Renata Pallottini é dramaturga, ensaísta, poetisa e tradutora brasileira e é natural de São Paulo. Em outubro deste ano, ela recebeu o Troféu Juca Pato pelo livro ‘Poesia não vende’ e também pelo conjunto da obra.
x

Compre o livro aqui


Chez Mme Maigret

Anúncios

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s