destaques

A volta de Sherlock em “A Noiva Abominável” (sem spoilers)


noiva1

 

Por Ana Paula Laux – O ano começou com emoção para os fãs de Sherlock BBC, série sensação com Benedict Cumberbatch no papel do detetive. Depois de meses de espera, o episódio especial prometido para 1º de janeiro foi exibido na TV e bateu a casa dos 8,4 milhões de telespectadores só na Inglaterra.

“A Noiva Abominável” matou a saudade dos fãs mais apaixonados e gritões de Benedict e também daqueles que esperam sentados pela 4ª temporada da série (embora o produtor Steven Moffat tenha prometido que as gravações começam em abril deste ano). A história acontece em 1895 e trata de um caso intrigante para o já estabelecido detetive Holmes: descobrir como uma noiva que se suicida na frente de várias pessoas volta dos mortos dias depois para assombrar desafetos pelas ruas de Londres.

x

ScreenHunter_725 Jan. 01 19.42“Todos temos um passado, Watson. Fantasmas.
Eles são as sombras que definem nossos dias ensolarados.”

x

Sobrenatural? Lógico? Assustador? Absolutamente tudo e mais um pouco. O roteiro plantou dúvidas que foram sendo respondidas em noventa minutos, mas a quantidade de surpresas pelo caminho é considerável e é preciso não se apegar às aparentes incoerências. Recursos temporais e participações inesperadas foram usados para dinamizar a trama, enganando o público a cada segundo e plantando correlações desconcertantes e ocasionalmente confusas. Mesmo assim, a viagem de Holmes e Watson para o ambiente natural dos livros de Doyle, a era vitoriana, é um presente para os fãs das histórias clássicas e um atestado de superação pessoal para os criadores da série.

x

noiva2

x

Benedict está completamente impecável no papel principal, bem como Martin Freeman como um Watson que aguenta grosserias do amigo impaciente, porém genial. Freeman oferece também os momentos mais cômicos, já que seu personagem é naturalmente confuso, medroso e desajeitado diante de situações casuais. Os ambientes sombrios da Londres vitoriana predominam nas cenas do passado, como nas roupas escuras, casacos em curva, espartilhos, gravatas, rendas, cartolas e carruagens, e quando o famoso chapéu de caçador do detetive entra em cena o coração bate mais forte!

Algumas dúvidas foram respondidas durante este episódio, outras devem ser esclarecidas apenas no ano que vem, quando estreia a 4ª temporada (não posso entrar em detalhes para não entregar spoilers). No Brasil, o especial chega primeiro em DVD em fevereiro próximo, e por enquanto ainda não há previsão para ser exibido na televisão ou Netflix.
x

collage2

x
Arrisco dizer que muitos fãs acharão “A Noiva Abominável” um dos melhores episódios já feitos. Para os fãs mais clássicos por ele acontecer naquela época tão particular dos contos oficiais, e para a maioria pelo carrossel de emoções e surpresas que a história proporciona, mesclando o lado moderno do detetive ao seu charme pra lá de centenário. Bem vindo de volta, Sherlock! 

x

ana2

Anúncios

12 respostas »

  1. Olá amigos do Literatura Policial

    Bem o que dizer de Sherlock Holmes? Fantástico. Corrigi um erro gravíssimo e neste final de semana pude corrigi-lo a tempo.Acompanhava apenas a série Elementary e pensava que era a melhor série sobre Sherlock Holmes. Estava completamente enganado. Não me pergunte o motivo de não ter assistido a série Britânica, pois acredito que a única pessoa capaz de decifrar esse mistério seja Sherlock Holmes. Estou ansioso para assistir a próxima temporada, não consegui assisti-la a tempo nos meios divulgados. Acredito que será um dos melhores episódios, afinal, o cuidado com o roteiro e as peculiaridades da obra é visível nos episódios anteriores e tenho certeza que não vou me arrepender. O episódio permeado pela época Vitoriana é um prato cheio para qualquer fã de Sherlock Holmes e a ansiedade aumenta cada vez mais para assistir esse episódio. Parabéns por nos proporcionar tantos textos excelentes sobre um dos maiores detetives do mundo.

    Abraços

    Wilson Brancaglioni
    http://www.estantedowilson.com.br/

    Curtido por 1 pessoa

  2. Oi Ana!
    Que episódio sensacional foi esse? Também considero um dos melhores da série. Achei incrível essa releitura mais fiel dos contos mesclada à moderna que a série vem feito.
    Sobre Benedict e Freeman (e Andrew Scott), nem tem o que dizer. Todos fantásticos!
    Que venha (logo!) a quarta temporada.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    Curtido por 1 pessoa

    • Pois é, Mari! Foi tanta novidade que eu tive que me conter nos spoleirs, deu vontade de escrever sobre tudinho que aconteceu rsrs… Agora na boa, 1 ano pra 4ª temporada é tempo demais né!!
      Beijos! 😀

      Curtir

  3. Horrível!!! O pior episódio que eu já vi. E olha que eu já vi (e li) praticamente tudo o que existe sobre SH. Nem vou me alongar aqui para não avacalhar com quem ainda não assistiu. Verdade que manteve as referências aos clàssicos. A expectativa é que esculhamba com tudo.

    Curtir

    • É difícil comentar sem entrar nos spoilers, mas eu curti bastante! Gostei das referências, das aparições surpresa, da excelente fotografia e ambientação… mais do que alguns aspectos que não me agradaram tanto (que têm a ver mais com o roteiro mesmo e a abordagem histórica no final). Ajudou a matar um pouco da saudade e agora o jeito esperar pela próxima temporada!

      Curtir

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s