Darkside Books lança livro sobre a representação negra no cinema de terror

Via Darkside Books – Sai este mês pela editora Darkside Books o livro Horror Noire: A Representação Negra no Cinema de Terror, que traz uma análise das imagens, influências e impactos sociais dos negros nos filmes de terror desde 1890 até o presente.

Escrito pela Dra. Robin R. Means Coleman, o livro apresenta uma pesquisa cronológica do gênero com base nas grandes produções de Hollywood, filmes de arte, blaxploitation e as emergentes produções de horrorcore inspiradas pela cultura hip-hop.

Horror Noire: A Representação Negra no Cinema de Terror virou um documentário produzido e exibido pela Shudder, plataforma de streaming audiovisual de terror ainda não disponível no Brasil. Dirigido por Xavier Burgin, o documentário foi lançado em 2019 e tem produção executiva da Dra. Robin R. Means Coleman, da educadora e escritora Tananarive Due, de Phil Nobile Jr, editor-chefe da revista Fangoria e Kelly Ryan, da Stage 3 Productions, e é produzido e co-escrito por Danielle Burrows e Ashlee Blackwell — que contribuiu com um texto especial exclusivo para a edição brasileira do livro.

O livro faz parte da Coleção Dissecando, da DarkSide® Books — dedicada a revelar os bastidores e a história de grandes produções audiovisuais e seus imortais criadores — e chega para os leitores em capa dura, com textos especiais e galeria de imagens. Compre aqui.

 

SOBRE O LIVRO

Título: Horror Noire: A Representação Negra no Cinema de Terror
Autora: Robin R. Means Coleman
Tradução: Jim Anotsu
Páginas
: 464
Editora: Darkside Books
Compre o livro

SINOPSE – Para contribuir com a narração histórica da negritude no cinema de gênero, a Dra. Robin R. Means Coleman — professora norte-americana nascida e criada na mesma cidade que Romero e Tom Savini — desenvolveu uma pesquisa profunda com a análise das imagens, influências e impactos sociais dos negros nos filmes de terror desde 1890 até o presente. Horror Noire: A Representação Negra no Cinema de Terror inclui grandes produções de Hollywood, filmes de arte, blaxploitation e as emergentes produções de horrorcore inspiradas pela cultura hip-hop. Uma obra única que encoraja o leitor a desmontar a imagem racializada do gênero, assim como as narrativas que compõem os comentários da cultura popular acerca de raça, e acende um debate feroz e necessário sobre o poder do horror, seu impacto na sociedade, e suas reproduções como reflexo dela.

Compartilhe aqui!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!