agatha christie

Um crime adormecido, de Agatha Christie


crime2

“Sleeping Murder” ou “Um Crime Adormecido” é um romance policial escrito por Agatha Christie na década de 1940 e publicado postumamente em 1976. Durante todo esses anos, ele esteve guardado no cofre de um banco, pois trata-se da despedida de Miss Marple e tenha certeza que a escritora reservou um impecável mistério para sua inesquecível protagonista resolver antes da aposentadoria.

Com uma trama envolvente e um toque de sobrenatural, esse livro narra a história de Gwenda Reed, uma jovem que ficou órfã ainda muito cedo. Recém-casada, ela e o marido acabam de comprar uma mansão vitoriana no litoral da Inglaterra e enquanto ela inicia uma reforma, fatos estranhos tomam conta do lugar e nebulosas visões vêm à tona, transformando uma boa promessa para viver a dois numa opção sinistra para morar. Gwenda tem certeza que uma mulher foi ou será assassinada no local e nesse momento entra em cena Miss Marple, ajudando a esclarecer alguns mistérios e segredos sombrios de um passado que talvez fosse melhor ficar adormecido…

A autora usa a intertextualidade em muitos de seus livros e “Um Crime Adormecido” não foge à regra. Logo nas primeiras páginas, aparece um trecho da peça “A Tragédia da Duquesa de Malfi” de John Webster, que está relacionado com a solução do caso: “Cubra o rosto dela. Meus olhos se ofuscam, ela morreu jovem…”

insta2

Porém, é praticamente impossível vislumbrar seu desfecho, apesar de apresentar um narrador onisciente o que não permite que o leitor fique a mercê desse ou daquele personagem, garantindo uma boa visão do caso. Aliás, durante seus vinte e cinco capítulos muito bem construídos, cada detalhe para sua resolução é apresentado, seguindo as regras da “Era de Ouro” da literatura policial.

Dos quatorze livros e vinte contos protagonizados por Miss Marple,”Um Crime Adormecido” é considerado um dos melhores. Particularmente, tenho particular afeição por Miss Marple, uma detetive amadora graduada pela perspicácia. Sempre coube a ela os casos de menor repercussão, em geral, ocorridos em St. Mary Mead, o pequeno vilarejo onde ela vive. Sem exibir a mesma fama de Poirot, ela não atende a cabeças coroadas ou celebridades e jamais esteve envolvida numa conspiração internacional, mas nem por isso, suas histórias deixam de despertar interesse e serem reverenciadas por uma legião de admiradores.

Divirta-se!
x

crime

Título: Um crime adormecido
Autora: Agatha Christie
Páginas: 240
Editora: L&PM
Este livro no Skoob

SINOPSE: A casa fica no sul da Inglaterra. A jovem Gwenda surpreende uma inexplicável familiaridade em cada cômodo da sua nova residência. Um mistério vai crescendo e se insinuando nos seus passos: infância, ecos, evocações, realidade e pesadelo no quarto, na escada, no jardim. Em meio ao sonho de Gwenda, o sono de Helen, madura, coagulada no tempo. Assim, como Miss Marple, o leitor não pode ficar no convívio e pesquisa estrita das personagens do presente – suspeitas de insânia e crime: terá de mergulhar no fundo de uma vida, ou de diversas vidas, com um tanto de detetive e outro tanto de psicólogo. Quem é que soube ´adormecer´ esse crime e esconder a sua sombra no meio de tanta luz? Agatha Christie é quem teceu, aqui, uma das mais engenhosas tramas de sua obra.

LEILA DE CARVALHO E GONÇALVES - Doente por livros, vem sendo tratada sem resultado há mais de cinquenta anos 
pelo alienista Simão Bacamarte. Aposentada e com tempo de sobra, parece haver pouca esperança em sua recuperação. 
Sem formação acadêmica na área e nenhuma foto de identificação, pode ser facilmente encontrada entre os detetives e 
vilões da ficção policial, em geral, com um e-book na mão.
Anúncios

1 reply »

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s