resenha

Missão Pré-Sal 2025, um romance de espionagem brasileiro


missao_2

 

Por Ana Paula Laux – Nunca tinha lido um romance de espionagem nacional, não que eu me lembre. Por isso me animei quando recebi este lançamento da Editora Record em casa. “Missão Pré-Sal 2025” é o livro de estreia de Vivianne Geber, e assim que bati o olho na sinopse logo imaginei uma trama com perseguições mirabolantes, informantes, mortes suspeitas e innuendos de natureza política. Acertei em quase tudo.

Vivianne Geber pode escrever sobre o tema que escolheu, já que é militar há 17 anos e presta assessoria jurídica para a Marinha do Brasil. Seu protagonista é o oficial Rodrigo Ruppel, um comandante da Marinha escolhido para viajar até Londres e recuperar um importante projeto roubado das forças armadas. Inicialmente, Ruppel recebe pouquíssima informação sobre a tal missão. É apenas informado sobre o objetivo e um misterioso contato que o ajudará quando chegar lá. Com o passar do tempo, ele descobre que nem todos ao seu redor estão falando a verdade, e começa a desconfiar dos propósitos da sua própria participação na atividade.

A história ainda destaca a engenheira naval Victoria Borges, brasileira residente na Alemanha cujo o destino se entrelaça com o do comandante até o final. Em meio a informações sobre submarinos híbridos, tecnologia nuclear e códigos criptografados, os dois terão que descobrir muito mais sobre a missão a qual aceitaram participaram e sobre quem está realmente interessado em colocá-la em prática.

vivianne_contra_capa

O que eu gostei?
Os cenários são muito bem descritos por Vivianne. Curti principalmente aqueles em Londres, como o Hyde Park e a National Gallery (o que me fez relacionar na hora com um misteriosinho no estilo Dan Brown, com pitadas de arte pós-impressionista). No momento em que a leitura engrena a gente lê bem rapidinho e, quando percebe, a diversão já acabou. Tem também o fato de ser um romance de espionagem nacional, que é uma prova da nossa safra promissora de autores explorando gêneros diversos.

O que eu não gostei?
Três coisas em especial: uma solução criada bem no finalzinho pela autora, que eu achei inverossímil (não dá pra falar mais senão spoiler), o fato de ela ter aberto bastante o enredo, pois daí alguns personagens foram pouco aproveitados ou tiveram uma participação desnecessária e, por último, citar muitos detalhes da vida pessoal de alguns personagens secundários, que eu acho que se fossem editados não fariam falta.

x
Achei o livro bem legal por vários motivos. É um romance de espionagem brazuca, tem uma trama envolvente que, quando você entra pra valer, não consegue parar, e é de uma autora nacional, que conseguiu fazer uma bela estreia logo de cara. Selo leitura vapt-vupt!

parceria_record

star3

vivianneTítulo: Missão Pré-sal 2025
Autora: Vivianne Geber
Editora: Record
Páginas: 252
Ano: 2015
Este livro no Skoob

SINOPSE: Londres, segunda década do século XXI. Rodolfo Ruppel, oficial da Marinha brasileira, é enviado à capital britânica numa missão secreta, sob o pretexto de participar de evento de uma empresa especializada em defesa naval. Viaja com a esposa, Carla, e pretende aproveitar a oportunidade para tentar reinventar o casamento já desgastado. Pouco lhe é informado acerca da missão, mas sabe que terá de recapturar informações roubadas sobre o ambicioso Projeto Pré-Sal 2025, grande conquista tecnológica da Marinha brasileira: um submarino híbrido, semidiesel, seminuclear – a arma capaz de alçar o país à elite militar mundial –, cujo principal objetivo era a defesa do pré-sal brasileiro. As instruções, criptografadas em Os girassóis, de Vincent Van Gogh, envolvem Ruppel em uma rede de alianças e traições, trama intrincada em que conhece a misteriosa e sedutora engenheira naval Victoria Borges, que o conduzirá a um mundo de prazer e perigo até então desconhecido. Vivianne Geber é militar há 17 anos, prestando assessoria jurídica à Marinha do Brasil. Em Missão pré-sal 2025, a autora utiliza seu conhecimento profissional para trabalhar com grande habilidade questões factuais na envolvente trama de espionagem.

ana2

Anúncios

2 replies »

  1. Oi Ana,
    A literatura policial é um dos meus gêneros favoritos, você sabe. Embora não tenha lido muito desse gênero ultimamente. Gosto das suas dicas e da sua análise criteriosa e entendedora.
    Esse livro em particular não me chamou a atenção. Nos thrillers eu tenho evitado esses de conspiração, mas em breve o Mailson falará sobre ele no blog.
    Beijos 😘
    Sucesso sempre!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s