resenha

CRÍTICA | Mulher de Neve, de Leena Lehtolainen


neve2

Por Ana Paula Laux – “Mulher de Neve” é um romance policial de Leena Lehtolainen, escritora finlandesa famosa pela série com a policial Maria Kallio. Com 2 milhões de livros vendidos e a obra publicada em 29 países, Leena lançou o primeiro policial em 1993, mas é uma autora precoce: escreve desde os 12 anos, quando publicou de fato seu primeiro livro. No Brasil, sua editora é a Vestígio.

IMG_20160612_213532401

A investigação principal de “Mulher de Neve” é sobre a morte de Elina Rosberg, psicóloga e fundadora de um centro de terapia que é encontrada sem vida e coberta pela neve nos arredores da própria mansão, numa região de inverno intenso como o nórdico, trajando roupas de dormir e com hematomas e arranhões pelo corpo. A detetive Maria Kallio precisa descobrir se a morte de Elina foi acidental ou um homicídio e, nesse caso, quem teria interesse em matá-la.

Kallio é uma investigadora no Departamento de Polícia de Helsinque, ruiva, recém-casada (neste livro), moderadamente fria para tratar de casos violentos, que são os mais comuns na sua linha de trabalho. Convive quase que por completo com homens no departamento de polícia, e na vida privada é casada com um acadêmico. Ela estreou no livro ”Meu Primeiro Assassinato” – que eu ainda não li mas que também foi lançado no Brasil pela Editora Vestígio.

Elina é uma famosa ativista pelos direitos da mulher na Finlândia. Em seu centro, abriga mulheres em situação de risco por questões de violência doméstica, que estão se recuperando após abortos eletivos ou que não têm para onde ir depois de divorciarem-se, e lá é terminantemente proibida a entrada de homens. Virtualmente, ela teria inimigos declarados e não declarados em qualquer lugar do mundo, o que causa dificuldade no andamento das investigações. Há um grupo de suspeitos mais óbvios, e Kallio se concentra neles procurando por um motivo para o crime. As mulheres que habitavam a casa no momento da morte de Elina e um provável namorado desconhecido dela estão entre os suspeitos iniciais.

IMG_20160612_212351785

IMG_20160612_210637532_HDR

Um bom atrativo do livro é a história contada pela perspectiva de uma mulher, com contrastes de sensibilidade e aspereza, sem necessariamente estigmatizar o discurso pra nenhum dos lados. Kallio é uma investigadora durona em alguns momentos, de certa forma até assumindo esse papel como um mecanismo de defesa num ambiente profissional rodeado de homens. Não obstante – e como acontece com regularidade no mundo -, tem que provar em dobro sua eficiência como policial fazendo praticamente as mesmas coisas que seus colegas de trabalho “homens” fazem.

Leena descreve com naturalidade a vida da detetive Kallio e como ela encara a profissão, dando o peso certo para descrições perturbadoras – como tiroteios, caçadas e reconhecimento de corpos – e momentos mais cotidianos, como a relação com os colegas de profissão e o marido. Uma personagem que me chamou atenção foi a da jovem mãe de nove filhos, uma das suspeitas na lista de Kallio que estava sendo amparada por Elina após realizar um aborto e ser expulsa de casa pelo marido, um líder de seita religiosa machista e misógino. Assim como Stieg Larsson, que escreveu sobre a violência contra as mulheres nos volumes da série Millennium, Leena também resgata exemplos de outras violências cada vez mais condenadas pela sociedade, mostrando que elas existem independentemente do grau de maturidade que estas sociedades tenham alcançado, e que elas devem ser combatidas diariamente.

IMG_20160612_211938844

IMG_20160612_213126371

IMG_20160612_212030124

“Mulher de Neve” é uma boa pedida para quem gosta de romances policiais. Não tanto pela investigação em si, que termina de modo satisfatório e sem grandes revelações, mas pelo brilho da personagem principal. A detetive Kallio é uma personagem bem interessante e eu gosto de conhecer mulheres na literatura policial que têm o que dizer. O clima do livro, ilustrando os retratos da gélida Finlândia, também dá uma boa impressão do país. Pelo que pesquisei, as histórias da detetive Kallio já foram adaptadas para uma série de TV pelo canal MTV3. Bem que podiam chegar por aqui também, né?

star3

mulher_de_neveTítulo: Mulher de Nevemaxresdefault
Autora: Leena Lehtolainen
Páginas: 320
Ano: 2014
Editora: Vestígio
Este livro no Skoob

SINOPSE – No coração de uma floresta selvagem do sul da Finlândia, em uma magnífica mansão, Elina Rosberg fundou um centro de terapia para acolher mulheres com os mais diversos problemas. Isolado da cidade, o local proíbe a entrada de homens. No dia seguinte ao Natal, o corpo de Elina é encontrado na neve, com o rosto coberto pela geada. Acidente? Assassinato? Na lista de suspeitos estão as mulheres presentes no momento da tragédia, como a jovem mãe de nove filhos, membro de uma seita religiosa, e uma stripper do bairro boêmio de Helsinque. Um poeta em voga, com quem Elina mantinha um relacionamento, parece ter algo a esconder e também está entre os suspeitos. Está nas mãos da inspetora Maria Kallio desvendar esse crime, mas ela passa por um momento difícil: recém-casada, sofre de náuseas e de um estranho cansaço, e ainda tem de lidar com as constantes ameaças que recebe desde que se envolveu na investigação. Ela, porém, não se deixa abater e mergulha de cabeça. A tensão, que cresce a cada página, faz deste romance policial um suspense garantido até o último momento.

ana2

Anúncios

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s