Auguste Dupin, o vovô dos detetives criado por Edgar Allan Poe

 

Auguste Dupin foi criado pelo escritor americano Edgar Allan Poe em 1841. Suas histórias foram pioneiras ao trazer três elementos: uso da lógica, narração da trama por um segundo personagem e explicação do raciocínio. Dupin estreou no conto Os Crimes da Rua Morgue, mas quem foi ele, afinal?

 

Homem com voz de tenor, leva uma vida quase solitária em Paris, onde tem apenas um amigo, que ficou conhecido como “o narrador anônimo” nos contos em que aparece. As maiores diversões de Dupin são ler, resolver charadas e decifrar hieróglifos.

 

Quando investiga um crime, é puramente cerebral: analisa os fatos, repara nos detalhes ignorados pela polícia e formula suas teorias. Fica muito atento às notícias publicadas nos jornais, aproveitando tudo aparentemente sem valor. Para ele, a polícia nunca sabe de nada, pois se baseia em métodos superficiais.

Entre as baforadas no cachimbo de âmbar, passa horas refletindo em silêncio. Seus olhos perambulam de um lado a outro até resolver o mistério. Dupin afirma que sua mágica nada mais é do que “o resultado do emprego correto da lógica, aliado à observação de qualidade e dedução psicológica dos fatos”.

 

Ilustração de A Carta Roubada, 1864

 

Mas nosso herói não é policial nem profissional. Detetive nas horas vagas, soluciona os casos por pura curiosidade e para satisfazer seu enorme ego. Edgar Allan Poe escreveu apenas três contos com Auguste Dupin. Talvez tenha se inspirado em notícias reais para criar o primeiro deles – Os Crimes da Rua Morgue – já que a exposição de um orangotango em um museu da Philadelphia, em julho de 1839, chamou a atenção da mídia na época.

Em O Mistério de Marie Roget (1842), Poe tomou como base o assassinato da jovem Mary Cecilia Rogers, vendedora de tabaco cujo corpo apareceu boiando no rio Hudson, em Nova York. A última aventura foi A Carta Roubada, de 1844, um dos primeiros mistérios de quarto-fechado da literatura policial. Neste tipo de história, o crime acontece em um ambiente fechado, sem explicação aparente. Uma trajetória curta para Dupin, mas fundamental.

 

 

(Texto extraído do e-book Os Maiores Detetives do Mundo, de Chris Lauxx)

 

SOBRE O E-BOOK

Título: Os maiores detetives do mundo
Autor: Chris Lauxx
Páginas: 316
Compre o e-book

SINOPSE – O que Sherlock Holmes, Batman e Ed Mort têm em comum? Poirot, 007 e House podem pertencer ao mesmo clube? A resposta é sim, já que todos eles investigam e solucionam mistérios! Os Maiores Detetives do Mundo é uma enciclopédia pop dedicada a 60 grandes investigadores da literatura, cinema, quadrinhos, TV e games. Este guia único e completo apresenta perfis, biografias, curiosidades e inúmeras informações divertidas sobre o mundo dos detetives. Do surgimento da ficção policial à atualidade, viaje pela linha do tempo e encare os protagonistas mais durões, esquisitos e fascinantes do planeta. Desvende enigmas com Auguste Dupin e treine as células-cinzentas com Hercule Poirot. Brinde em Paris com o comissário Maigret e renda-se à majestade inglesa de Sherlock Holmes. Desvie das balas de Philip Marlowe e resista ao charme de James Bond, enquanto os serial killers de Kay Scarpetta confundem a polícia americana. As sombras da cidade não são sombras, são Batman e The Spirit lutando para manter a ordem e paz reinante. E na terra dos vikings, Wallander, Joona Lina e Lisbeth Salander revelam inimigos ocultos. Escrito com linguagem acessível e organizado em capítulos cronológicos e temáticos, Os Maiores Detetives do Mundo é o guia definitivo para quem não resiste a um bom mistério.

 

Ana Paula Laux

Jornalista. Trabalha com curadoria de informação, gestão de mídias sociais e criação de conteúdo digital. Em 2014, lançou o e-book "Os Maiores Detetives do Mundo" (Chris Lauxx). Contato: analaux@gmail.com
Compartilhe aqui!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Ana Paula Laux

Jornalista. Trabalha com curadoria de informação, gestão de mídias sociais e criação de conteúdo digital. Em 2014, lançou o e-book "Os Maiores Detetives do Mundo" (Chris Lauxx). Contato: analaux@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!