Cinco livros favoritos de Agatha Christie

TOP 5 – Eles nasciam sob o signo do sucesso, com enredos originais e bem trabalhados, diálogos inteligentes, boas parcelas de um humor sutil e finais desafiadores. Por isso não é fácil escolher só cinco livros favoritos de Agatha Christie, mas eu tentei. Qual a sua seleção?

 

1. Depois do funeral
IMG_20150824_181318795

Na mansão dos Abernethie, após a morte do patriarca, o advogado da família, sr. Entwhistle, procede à leitura do testamento. Quando ele está prestes a revelar como a herança será dividida, uma frase dita pela irmã do falecido milionário deixa todos pasmos: Mas ele foi assassinando, não foi? Até então ninguém questionara as causas naturais da sua morte. A situação se agrava em seguida com o assassinato violento de um dos presentes na leitura do testamento… Só resta uma saída ao sr. Entwhistle: ligar para o velho amigo Hercule Poirot. Esse foi o primeiro livro da Agatha Christie que eu li, quando tinha 17 anos. Foi uma descoberta apaixonante!

 
2. Um corpo na biblioteca
IMG_20150824_181404750

O corpo de uma jovem é encontrado no tapete da biblioteca dos Bantry, às sete da manhã. A vítima é uma completa desconhecida e o casal Bantry decide chamar as autoridades para investigar o caso — e também, é claro, Miss Marple, detetive amadora e amiga da sra. Bantry. Tudo se complica ainda mais quando chega até eles a notícia de outra adolescente morta, carbonizada dentro de um carro incendiado em uma pedreira. Qual será a possível conexão entre os dois incidentes? Se tem alguém que vai conseguir resolver esse mistério, esse alguém é Miss Marple. Curiosidade: o livro é de 1942 mas Miss Marple apareceu pela primeira vez num conto de 1926, publicado na revista The Sketch.

 

3. Um gato entre os pombos
IMG_20150824_181238657

Outro livro que me marcou bastante foi “Um gato entre os pombos”, principalmente porque Poirot é meu personagem favorito da literatura policial. Na trama, um príncipe da distante Ramat, no Oriente Médio, tenta manter a salvo suas joias enviando-as para a Inglaterra. Mas antes que elas cheguem a seu destino, algo inesperado acontece. Na tradicional escola para meninas Meadowbank, um assassino está aterrorizando alunas e professoras, que não sabem quem será a próxima vítima. Em um primeiro momento, essas histórias parecem não ter nenhuma relação. Mas para Poirot, nenhuma informação pode ser deixada de lado quando se quer descobrir quem é o gato entre os pombos.

 

4. O caso dos dez negrinhos
IMG_20150824_181731534_HDR

Hoje é “E não sobrou nenhum”, mas quando eu li chamávamos de “O caso dos dez negrinhos”, o nome original do livro. Na trama, dez pessoas reúnem-se numa ilha isolada por diferentes motivos, mas todas têm duas coisas em comum: ninguém conhece quem os convidou e todos são acusados de algum crime. Não demora muito para que um deles logo morra envenenado, ao mesmo tempo em que uma pessoa nota que um dos dez soldadinhos de porcelana que estavam no centro da mesa da casa sumiu. Outra relê a primeira estrofe de um poema emoldurado no alto da lareira: Dez soldadinhos saem para jantar, a fome os move;/ Um deles se engasgou, e então sobraram nove… O suspense só aumenta após a leitura dos últimos versos: Um soldadinho fica sozinho, só resta um;/ Ele se enforcou,/ E não sobrou nenhum. O livro foi publicado originalmente em 1939 e é um dos favoritos dos fãs da Agatha! Ele também já foi escolhido em enquete como o melhor livro que ela já escreveu.

 

5. O assassinato de Roger Ackroyd
IMG_20150824_181825586

AMO esse livro! A ideia da Agatha para a trama foi simplesmente genial. A história é a seguinte: em uma noite de setembro, o milionário Roger Ackroyd é encontrado morto, esfaqueado com uma adaga tunisiana no quarto da mansão Fernly Park na pacata vila de King’s Abbott. Sua morte é a terceira de uma misteriosa sequência de crimes, iniciada com a de Ashley Ferrars, que pode ter sido causada ou por uma ingestão acidental de soníferos ou envenenamento articulado por sua esposa – esta, aliás, completa a sequência de mortes, num provável suicídio. As três mortes chamam a atenção de Caroline Sheppard, irmã do dr. Sheppard, médico da cidade e narrador da história. Suspeitando de que haja uma relação entre as mortes, dada a proximidade de miss Ferrars com o também viúvo Roger Ackroyd, Caroline pede a ajuda do então aposentado detetive Poirot, que passava férias na vila. Ameaças, chantagens, vícios, heranças, obsessões amorosas e uma carta reveladora deixada por miss Ferrars compõem o cenário da trama, cujo transcorrer elenca novos suspeitos a todo instante, exigindo a habitual perspicácia de Poirot em seu retorno ao mundo das investigações. Só posso dizer que os diálogos são conduzidos com MUITA habilidade e o final é, apenas, surpreendente. Uma obra prima da literatura e um dos livros mais incríveis de Agathinha <3

Compartilhe aqui!
  • 240
    Shares

Ana Paula Laux

Jornalista. Trabalha com curadoria de informação, gestão de mídias sociais e criação de conteúdo digital. Em 2014, lançou o e-book "Os Maiores Detetives do Mundo" (Chris Lauxx).

8 comentários em “Cinco livros favoritos de Agatha Christie

  • Pingback:{news} Eu li notícias literárias da semana |

  • setembro 5, 2015 em 3:54 am
    Permalink

    Pra mim, o melhor de todos é o 5. Caí da cadeira com o final!!! Que livro maravilhoso, tão bom quanto o 4, que é clássico e também derruba o leitor da poltrona! Mas o 5 é fantástico, pois permite uma releitura, quando a estória ganha outros tons!
    Grande dama do crime!

    Resposta
    • setembro 5, 2015 em 1:31 pm
      Permalink

      Adoro! Geralmente recomendo este pra quem quer conhecer a obra da Agatha.

      Resposta
  • setembro 7, 2015 em 4:06 am
    Permalink

    eu tbm curto o “caso dos dez negrinhos” e “roger ackroyd”, junto com “ass no expresso oriente”, “crimes abc”, “cinco porquinhos”…e por ai vai

    Resposta
  • setembro 11, 2015 em 2:11 pm
    Permalink

    Que edições de Os dez negrinhos linda! De qual editora/ano é ?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Que tal assinar a nossa newsletter?

Holler Box