Amazon

Cinco melhores thrillers de suspense que ainda não chegaram ao Brasil


Via HuffingtonpostCom 2017 quase acabando, já encontramos seleções dos melhores livros de suspense lançados este ano. O Huffingtonpost publicou uma lista de favoritos e nós escolhemos cinco livros, porém nenhum deles foi traduzido para o português ainda.

Se você gosta de ler em inglês e quer conhecer histórias ainda inéditas por aqui, esta é a sua lista. Clique no título para comprar via Amazon. Clique aqui para ver a lista completa.

 

1. Magpie Murders, Anthony Horowitz


A editora Susan Ryland trabalhou por anos com o autor de mistério Alan Conway. Os leitores adoram seu detetive, Atticus Pünd, um famoso investigador de crimes nas pacatas cidadezinhas inglesas da década de 1950. Mas a última história de Conway sobre um assassinato em Pye Hall não é exatamente o que parece. Sim, há cadáveres e uma série de suspeitos intrigantes, mas escondida nas páginas de um manuscrito há outra história: um conto escrito entre as próprias palavras na página, revelando histórias reais de ciúmes, ganância, ambição implacável e assassinato. Do criador de Midsomer Murders, um mistério diabólico e perfeito para fãs de Miss Marple e Hercule Poirot, de Agatha Christie.

 

2. The Fifth Element, Jorgen Brekke


O inspetor de polícia Odd Singsaker foi capturado e preso em uma ilha na costa norte da Noruega. Ele acorda subitamente segurando uma espingarda, e ao seu lado está um cadáver. Que eventos o levaram a esse ponto? Como ele chegou aqui? Algumas semanas antes, Felicia, sua esposa, desapareceu. Embora ele não soubesse, ela estava tentando se encontrar com Odd para se reconciliar com ele, mas sumiu em meio a uma tempestade de neve. Um policial corrupto e sangue frio de Oslo é um dos possíveis envolvidos no desaparecimento, além de um estudante universitário desonesto que roubou uma grande quantidade de cocaína de traficantes de drogas e um matador contratado por traficantes que foi roubado. Todas essas vidas se cruzam com a de Odd enquanto ele procura por Felicia.

 

3. Keep her safe, Sophie Hannah


Prestes a ter um colapso nervoso, Cara Burrows foge de casa e da família para um spa cinco estrelas que ela não pode pagar. Tarde da noite, exausta e desesperada, ela entra no seu quarto de hotel e fica chocada ao descobrir que o lugar já está ocupado – por um homem e uma adolescente. Deve ter sido um erro qualquer na recepção, pensa… mas logo Cara percebe que a garota que viu viva e bem no quarto do hotel é alguém que ela não pode ter visto: a vítima de assassinato mais famosa do país, Melody Chapa, cujos pais estão cumprindo pena perpétua por assassinato. Cara não sabe no que acreditar – tudo o que ela leu e ouviu sobre o caso, ou a evidência de seus próprios olhos? Ela realmente viu Melody? Ela está preparada para se fazer essa pergunta e respondê-la com honestidade se isso significar arriscar sua própria vida?

 

4. The Late Show, Michael Connelly


Renee Ballard trabalha no turno da meia-noite em Hollywood, começando muitas investigações mas terminando apenas algumas, que ela entrega pela manhã para as unidades diurnas. É um trabalho frustrante para uma detetive, mas não é acidental. Ela recebeu essa tarefa como punição depois de apresentar uma queixa de assédio sexual contra um supervisor. Mas uma noite Ballard pega duas tarefas as quais ela não quer se desvencilhar. Primeiro, uma prostituta é brutalmente espancada e deixada morta em um estacionamento. Todos os sinais apontam para um crime premeditado e cruel. Então ela vê uma jovem garçonete morrer depois de ser atingida em um tiroteio numa boate. Apesar de ser uma vítima periférica, a garçonete faz com que Ballard fique determinada a continuar a investigação e não desistir pela manhã. Contra a vontade de seu colega de trabalho, ela trabalha em ambos os casos durante ao dia enquanto mantém seu turno da noite. À medida que as investigações se entrelaçam, Ballard é forçada a enfrentar seus próprios demônios e enfrentar um perigo que nunca poderia ter imaginado. Para encontrar justiça para essas vítimas que não podem falar por si mesmas, ela deve colocar não apenas a carreira, mas a vida dela em perigo.

 

5. Murder in Saint-Germain, Cara Black


Paris, julho de 1999: A investigadora particular Aimée Leduc está caminhando por Saint-Germain quando é abordada por Suzanne Lesage, uma agente da Brigada Criminal em uma equipe anti-terrorismo de elite. Suzanne acaba de voltar da ex-Iugoslávia, onde procurava criminosos de guerra perigosos para Haia. De volta a Paris, Suzanne está convencida de que está sendo perseguida por um fantasma – um senhor da guerra sérvio que sua equipe capturou, porém sua chefe acha que ela está imaginando coisas. Ela pede a Aimée que investigue – é possível que Mirko Vladić possa estar vivo e em Paris, querendo se vingar? Aimée já está trabalhando em um caso difícil, e além disso ela tem um bebê de oito meses para cuidar, mas não pode dizer não a Suzanne, a quem ela deve um grande favor. Aimée persegue as poucas pistas que tem e todas as evidências confirmam que Mirko Vladić está morto. Parece que Suzanne é de fato paranoica e talvez esteja perdendo a cabeça – até que a equipe de Suzanne começa a morrer em uma série de estranhos e trágicos acidentes. São apenas coincidências? Ou as coisas não são o que parecem ser?

Anúncios

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s