lançamentos

8 curiosidades sobre HP Lovecraft, o ícone do terror


VIVENDO NO PESADELO – Em dezembro, a Darkside Books vai lançar dois livros em homenagem a HP Lovecraft, um dos grandes ícones do terror na literatura. Autor reverenciado por gente como Stephen King, Lovecraft não teve todo o reconhecimento em vida como tem em morte (assim como Edgar Allan Poe, o qual ele era fã). 

Nascido em agosto de 1890 nos Estados Unidos, ele cresceu na geração posterior a de Poe, passou por várias dificuldades entre problemas na família e doenças, e se rendeu aos pesadelos para criar obras que assustam até hoje os leitores. Você vai encontrar vários contos e novelas de HP Lovecraft na edição especial “Medo Clássico”, da Darkside Books, que é esta abaixo (clique para comprar na pré-venda e garantir o seu exemplar):
x

H.P. Lovecraft. Medo Clássico – Volume 1

Uma homenagem àquele que foi tão bem-sucedido na tarefa de pensar o impensável, a edição da DarkSide é feita de fã para fã: da capa dura à nova tradução com notas comentadas de Ramon Mapa, grande estudioso da obra, dialogando com as ilustrações de Walter Pax, que parecem ter saído do próprio Necronomicon. A obra também conta com uma seleção de cartas e documentos coletados pelo historiador Clemente Penna na Brown University especialmente para esta edição, tudo feito com cuidado e carinho para que os verdadeiros adoradores do filho de Providence tenham em mãos a edição definitiva do mestre.
x

x

Para conhecer melhor um dos grandes autores do gênero do terror, fomos investigar tudo sobre a vida do menino Howard Philips Lovecraft. Veja 8 curiosidades que destacamos.

x

1. Seu avô o apresentou ao terror gótico

Quando tinha três anos, o pai de Lovecraft sofreu um colapso nervoso e foi internado em um hospital onde permaneceu até a morte, em 1898. O pequeno Love foi criado e educado pela mãe, pelas tias e pelo avô, um industrial chamado Whipple Van Buren Phillips, que apresentou várias leituras clássicas ao neto e também as preciosas histórias de terror que o acompanhariam por toda a vida.

x

2. Não recebeu o diploma da escola

Apesar de ser um aluno aplicado, Lovecraft não conseguiu receber o diploma de graduação do ensino médio. O fato não teve a nada a ver com suas notas mas com um colapso nervoso que sofreu, o impedindo de terminar a escola e tentar uma vaga na universidade (consta que esse episódio o traumatizou para o resto da vida). Fato mais irônico é que, mesmo diante dessas privações, ele conseguiu marcar seu nome na história como poucos fizeram.

x

3. Morreu jovem

Em 15 de março de 1937, HP Lovecraft dava seu último suspiro. Com câncer no intestino e sofrendo dores intensas, morreu cinco dias após se internar no Hospital Memorial Jane Brown, em Providence. Ele tinha apenas 46 anos.
x

4. Criou um universo só seu


(Imagem: The Game of Nerds)

Em seus contos, ele criou um universo repleto de monstros e seres fantásticos também conhecido como Mitos de Cthulhu. A história se originou a partir do conto de terror “O Chamado de Cthulhu”, publicado em 1928, sobre um ser alienígena que habitaria a Terra antes da existência da vida no planeta.

x

5. Era fã do Poe

Já foi dito na introdução, mas nunca é demais repetir. HP Lovecraft era fã de Edgar Allan Poe, tanto que até escreveu um poema para ele. O nome: “Where Once Poe Walked”. Dá uma olhadinha aqui.

x

6. Não gostava de Nova Iorque

Após se casar com Sonia Greene, Lovecraft se mudou para o apartamento da esposa no Brooklyn, em Nova Iorque. Suas experiências não foram tão afáveis na Big Apple. A loja de chapéus que ele gerenciava na Quinta Avenida faliu, ele não assumiu o posto de editor na revista Weird Tales e a saúde da esposa ficou tão ruim que ela precisou ser internada em um sanatório. Em 1929 ele voltou para sua cidade natal, Providence, dando goodbye para sempre para NY City.

x

7. Amava poesia

Até os 27 anos Lovecraft só escreveu poesias. Não seria difícil de perceber o seu amor pelo texto lírico, já que desde os dois anos ele recitava poemas e aos seis já se aventurava em escrever as próprias rimas. Garoto precoce.

x

8. Foi amigo do autor de Conan, O Bárbaro

Após o divórcio, Lovecraft se envolveu profundamente na literatura. Ele se correspondia por cartas com frequência com autores de terror e horror no país, entre eles Robert E. Howard, que mais tarde ficou conhecido por ter escrito “Conan, O Bárbaro”.

Anúncios

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s