Bem vindo ao mundo fantástico de Braulio Tavares

Bem vindo ao mundo fantástico de Braulio Tavares

 

Para conhecer e apoiar a campanha, clique aqui

 

PUBLI – Um dos escritores mais versáteis da nossa literatura, Braulio Tavares tem sua obra associada principalmente à literatura fantástica e ficção científica. Nascido em Campina Grande, na Paraíba, ele já publicou romances, contos, participou de antologias e fez inúmeras traduções de clássicos da literatura.

Uma obra em particular, A Espinha Dorsal da Memória, destaca-se como referencial da ficção científica no Brasil. O livro de contos foi escrito em 1988 e publicado no ano seguinte em Portugal, arrematando o Prêmio Caminho de Ficção Científica naquele ano. Ele só chegou ao Brasil em 1996, e andava fora de catálogo até este ano, quando a Editora Bandeirola decidiu resgatar o clássico em edição especial por financiamento coletivo.

 

A ESPINHA DORSAL DA MEMÓRIA

A Espinha Dorsal da Memória é dividido em Parte 1 e Parte 2, e vem com doze contos no total. São histórias que conduzem o leitor a uma viagem no tempo e espaço, apresentando um universo de realidades paralelas. Os temas abordados vão desde seres do espaço a descoberta de outros mundos e espécies, outras galáxias onde o ser humano está inserido e adaptado. Cada leitura pode levar a uma reflexão muito pessoal sobre conquistas, sobre fracassos da humanidade ou, quem sabe, o que ainda está por vir.

Na Parte 1, os contos são mais voltados para a literatura fantástica, os seguintes: Mal Assombrado, Os Ishtarianos Estão Entre Nós, Catálogo de Exposição, História de Maldun, o Mensageiro (uma história místico e também muito poética), Cão de Lata ao Rabo (sobre um cientista que é sugado para outro universo), Mare Tenebrarum e Sympathy for the Devil, talvez o conto mais bem humorado desta primeira parte.

Já na Parte 2, as histórias são mais interligadas e voltadas à ficção científica. Aqui, Tavares expõe com mais ênfase a relação dos humanos com seres inteligentes do espaço, que trazem a viagem ao tempo (ou hipertempo, como ele chama) para o conhecimento da raça humana, revelando um futuro onde indivíduos são substituídos por espécies e os séculos viram apenas uma palavra, já que a noção de tempo não faz mais sentido.

Os contos desta segunda parte são: Príncipe das Sombras, Jogo Rápido, Stuntmind (onde Braulio escreve sobre os indivíduos que são escolhidos para se comunicar com seres inteligentes do espaço, os chamados Intrusos), Mestre de Armas (narrativa com um universo todo particular) e O Espelho-relâmpago no Oco do Ciclone, que dá fim a uma trajetória.

 

MUNDO FANTASMO

Na mesma campanha para publicação de A Espinha Dorsal da Memória, há ainda o livro Mundo Fantasmo, também uma coletânea com sete contos do autor. As histórias são uma espécie de expansão do universo encontrado em A Espinha, escritas quase todas na década de 1990. Mundo Fantasmo, título tão único, vem de uma frase de Grande Sertão: Veredas, de Guimarães Rosa, e como o próprio Braulio Tavares explica em um vídeo da Editora Bandeirola, “é uma expressão usada como metáfora para um corte brusco, como se outra realidade se impusesse“.

O primeiro conto desta realidade paralela de Mundo Fantasmo é Oh Lord won’t you buy me (referência ao clássico da Janis Joplin, Mercedes Benz), sobre um homem que faz um pacto com Deus. Há ainda Expedição às Profundezas do Oceano, um conto escrito em 1981 e cuja inspiração foi tirada de uma notícia de jornal sobre um crime cometido por um marinheiro, seguido da justificativa fantasiosa dada para o assassinato. Uma curiosidade é que o conto tem o formato de um depoimento de polícia.

O livro se completa com os contos A Fantástica História de Cassim, o Peregrino, Paperback Writer (outra referência musical, desta vez aos Beatles), Exame da Obra de Giuseppe Sanz, E Assim Destruímos o Reino do Mal e Breves Histórias do Tempo.

A Espinha Dorsal da Memória e Mundo Fantasmo são livros para qualquer fã de ficção científica e literatura fantástica ter na estante, obras essenciais com cenários familiares a nossa história. Com a campanha de financiamento coletivo da Editora Bandeirola, agora isso é possível.

 

Conheça os livros no canal

Inscreva-se no canal do Literatura Policial