7 curiosidades sobre Assassinato no Expresso Oriente, filme de 1974

7 curiosidades sobre Assassinato no Expresso Oriente, filme de 1974

 

Em 21 de novembro de 1974, era lançado o filme Assassinato no Expresso Oriente, adaptação de uma das histórias mais conhecidas de Agatha Christie.

Com um elenco composto por estrelas do cinema, o filme deixou sua marca e foi até premiado com um Oscar na cerimônia de 1975.

Confira abaixo 7 curiosidades sobre Assassinato no Expresso Oriente, o filme.

 

1. Tinha um elenco estelar

Albert Finney, Lauren Bacall, Ingrid Bergman, Anthony Perkins, Jacqueline Bisset, Sean Connery, Vanessa Redgrave. Este era o elenco de peso de Assassinato no Expresso Oriente, que ainda trazia direção de Sidney Lumet, de Doze Homens e uma Sentença (1957) e Serpico (1973).

 

2. Terceira escolha

O papel do detetive Hercule Poirot foi para Albert Finney mas, antes dele, outros dois atores tinham sido considerados para viver o personagem: Alec Guiness, o eterno Obi-Wan Kenobi, e Paul Scofield. Ambos já tinham compromisso com outras produções e declinaram.

 

3. Levou 1 Oscar

Ingrid Bergman levou o Oscar de melhor atriz coadjuvante por sua participação no filme, vivendo o papel de Greta Ohlsson. A atriz, nascida em 1915 na Suécia e que ficou mundialmente famosa com o filme Casablanca, ganhou três vezes a estatueta durante a carreira.

 

4. Agatha se inspirou em um sequestro para escrever a história

Muita gente não sabe, mas Agatha Christie teve como inspiração para escrever a história um fato real e muito trágico. Foi o sequestro de Charles Augustus Lindbergh, filho do famoso aviador Charles Lindbergh, levado de casa em 1932. Conheça a história

 

5. Cena final

Albert Finney teve que repetir várias vezes o monólogo da cena final, já que o diretor queria filmar por vários ângulos e o local de gravação, um vagão-restaurante, era muito pequeno. O texto do ator tinha oito páginas, que foram lidas dezenas de vezes em diferentes tomadas. Imagina o tédio.

 

6. Trem de mentirinha

Quando o filme foi gravado, em 1974, a linha de trem Expresso do Oriente não existia mais, porém foram usados vagões originais preservados em museus e que acabaram sendo recriados para se assemelhar ao trem original. Quando inaugurado, em 1883, o Expresso do Oriente ligava Paris à antiga Constantinopla (Istambul), tinha passagens caríssimas e cabines inspiradas em apartamentos parisienses.

 

7. Roubaram a comida

Dias antes do início das gravações, a comida de luxo que seria usada nas filmagens do trem foi toda roubada e teve que ser reposta às pressas. Quem teria sido o misterioso glutão? Mais um mistério para o detetive Poirot resolver.

 

[Fonte: IMDB]