andrea camilleri

A literatura de Michele Giuttari, criador do detetive Ferrara


Ex-chefe da força policial em Florença, a história do italiano Michele Giuttari poderia se misturar com a de Salvo Montalbano, detetive literário criado por Andrea Camilleri. Sua carreira foi marcada pela investigação de crimes da máfia e assassinatos chocantes, como no caso do “Monstro de Florença”. Durante trinta e dois anos de ofício, ele colecionou mais inimigos do que amigos na profissão, sofrendo perseguições e travando desentendimentos com o Poder Judiciário italiano. “Há crimes que não podem ser devidamente investigados porque certos poderes, intocáveis, farão de tudo para garantir que estes casos não progridam”, revelou em recente entrevista para o jornal Express.

Giuttari não chefia mais investigações nem operações oficiais, mas as perseguições continuam mandando na sua vida. Depois de se aposentar, ele foi comentarista de assuntos policiais na televisão e tentou a sorte como escritor de romances do gênero. Já está no décimo segundo livro policial de uma série. Seu detetive e alter-ego atende pelo nome de Michele Ferrara, um policial que dorme de menos, bebe café demais, fuma charutos e foca nos assassinatos, sequestros e conexões com a máfia. Sim, ele é obviamente inspirado no próprio autor, que utiliza a experiência pessoal para dar vida ao detetive: “Ele investiga do jeito que eu fazia”.

livro_giuttari

Conectado com o sul da Itália, região onde cresceu e que acredita ser o lugar onde mais há “calor humano, paixão, sinceridade e altruísmo no seu país”, ele acabou escolhendo a Alemanha para morar depois da aposentadoria. “”Eu queria contribuir com a minha parte para a sociedade. A polícia foi a minha segunda família e investigar foi a minha vida. Não foi uma escolha fácil, mas eu faria tudo de novo”, revela.

Segundo o jornal Express, Michele Giuttari está entre os romancistas policiais mais traduzidos no mercado europeu, ao lado de nomes como Stieg Larsson e Jo Nesbo. Com uma série já popular em mãos, ele lança este mês o décimo segundo título, “Death Under A Tuscan Sun” (Morte sob um sol de Toscana, tradução livre). A obra de Giuttari ainda não estreou nas livrarias brasileiras, mas pode ser encontrada em italiano e inglês na internet.

(Com informações do Express.com.uk, Página do autor no Facebook)
(Imagem: SEBASTIAN WILLNOW/AFP/Getty Images)

ana2

Anúncios

1 resposta »

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s