O Nevoeiro, o conto de Stephen King que deu origem à série

 

Por Raquel de Mattos – Antes de mais nada, esclareço que a minha resenha aqui se resume ao livro/conto de Stephen King, presente no livro “Tripulação de Esqueletos”. Não vou comparar a recente minissérie da Netflix com o que eu acabei de ler. Uma pincelada aqui ou ali, até pode ser, mas não uma crítica comparativa. Entretanto, se você, como eu, viu primeiro a série e depois leu a história, entende que não é possível compará-las.

Na Netflix, foi usado somente o tema do livro para se construir uma história qualquer, ok? Sem críticas. Só estou estabelecendo um parâmetro. Ambas só tem exatamente essa ideia em comum: o nevoeiro. E só. Mas vamos ao livro.

Um nevoeiro esquisito se abate sobre uma cidade do Maine depois de alguns dias de muito calor e uma tempestade avassaladora. A família Drayton se separa – pai e filho vão ao supermercado enquanto a mãe fica em casa – e aí então o afamado nevoeiro chega.

Muita confusão, mortes de todas as formas, brigas. King até poupou o sangue, mas ainda assim, há uma quantidade considerável. Gostaria de ter visto mortes mais bizarras, mas elas não foram tantas assim. É um livro meio parado pela proposta, mas como é relativamente curto, dá pra ler em um ou dois dias.

Eu sou o tipo de pessoa que gosta de explicações e vou adiantar – se é isso que você espera nesse livro, não é isso que você terá. Tudo fica sem explicação. Tem quem goste de finais abertos, mas eu sinto um amargo na boca quando o livro acaba e as soluções não vêm. Cheguei a voltar algumas páginas para ver se não havia deixado passar nada! Na série, o final também é aberto e, quando acabei de assistir, confesso que corri para o livro em busca de explicações. Ledo engano. Mas não deixa de ser uma leitura interessante, se você quiser uma leitura rápida, com um toque de suspense – medo mesmo ele não deu.

Parece que o filme de 2007 dá esse monte de explicação que o livro não deu – ou deixou muito subentendido – e já quero assistir! Minha mente clama por explicações e assim, quem sabe, o livro passe a fazer mais sentido. Créditos ao autor, sua leitura é envolvente e ele consegue fazer até uma história simples ficar atraente; sua construção de personagens e cenário é séria e isso é bastante agradável, a despeito do roteiro da história. Não é à toa que ele é King – o Rei do Maine!

Espero que meu próximo King (ainda não sei qual, mas aceito sugestões!) seja mais empolgante que O Nevoeiro. Abraços literários e até à próxima!

 

SOBRE O LIVRO

Título: Tripulação de esqueletos
Autor: Stephen King
Tradução: Louisa Ibañez
Páginas: 624
Editora: Suma
Compre o livro
Compre o e-book

SINOPSE – Nesta aterrorizante coletânea de contos, Stephen King nos mostra mais uma vez por que é um dos mais aclamados escritores da atualidade. Um contador de histórias por excelência, aqui ele revela o amplo leque de suas habilidades, transitando com desenvoltura pelo pavor causado por criaturas abomináveis e por um terror psicológico de gelar o sangue. Em O nevoeiro, seu conto mais longo, uma misteriosa e espessa neblina se aproxima de uma cidadezinha do Maine, trazendo perigos que desafiam a razão humana. Pai e filho precisam enfrentar seus mais sombrios medos na esperança de que esse tormento tenha fim. No entanto, na insana luta por sobrevivência, os personagens perceberão que ficar na rua em meio ao nevoeiro pode ser tão perigoso quanto ficar em um cômodo fechado com pessoas desconhecidas. Na prosa de Stephen King, os protagonistas se veem forçados a lidar com situações fantásticas em que o que está em jogo é a sanidade diante do inimaginável. Onde termina o pesadelo e começa a realidade? Até que ponto a mente humana pode suportar o terror? Embarque nesta jornada e descubra.

 

Compartilhe aqui!
  • 37
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Raquel de Mattos

Carioca aquariana da gema, museóloga em Barretos (SP). Fã de Agatha Christie, descobriu diversos autores fantásticos ao longo da estrada da literatura policial. Ama café, livros e chocolate e é fácil de ser agradada!

17 comentários em “O Nevoeiro, o conto de Stephen King que deu origem à série

  • 20 de setembro de 2017 em 7:57 pm
    Permalink

    O final do filme é diferente do conto. Na minha opinião, um dos melhores finais de filmes de terror dos últimos 10 anos!

    Resposta
    • 29 de setembro de 2017 em 6:29 pm
      Permalink

      Que bom que vc gostou, Renato! Eu sou uma pessoa prática e que gosta de conclusões e pra mim foi bem difícil abstrair para entender o final da série. Do livro, eu fiquei meio sem entender tb, mas já li uns spoilers que me ajudaram! 😀

      Resposta
    • 29 de setembro de 2017 em 6:34 pm
      Permalink

      Que bom que vc gostou, Renato! Eu sou uma pessoa prática e que gosta de conclusões e pra mim foi bem difícil abstrair para entender o final da série. Do livro, eu fiquei meio sem entender tb, mas já li uns spoilers que me ajudaram!

      Resposta
  • 23 de setembro de 2017 em 9:35 pm
    Permalink

    Raquel, o primeiro livro do King que li foi Escuridão Total Sem Estrelas. Muitos contos bons por lá, mas alguns sofrem do mesmo final aberto até demais. Depois, li Cujo, e recomendo bastante, já que é uma história mais concisa. Fica a dica.

    Resposta
    • 29 de setembro de 2017 em 6:31 pm
      Permalink

      É, Rodrigo, já me disseram mesmo que ele gosta de finais abertos e eu realmente fico tensa com essas coisas. Tem muita gente que gosta, mas eu sou da velha guarda…rs! Mas colocarei Cujo na minha não tão pequena lista! Abs

      Resposta
  • 24 de setembro de 2017 em 4:53 pm
    Permalink

    Adorei seu texto, é bem por aí mesmo no conto! Não vi a série da Netflix, mas li o conto e depois vi o filme. Amei os dois. Os finais são ótimos, mas preferi o do conto. Só uma questão de gosto, porque tanto o filme quanto o livro são obrigatórios

    Resposta
    • 29 de setembro de 2017 em 6:33 pm
      Permalink

      Oi, Adriana! Obrigada! Eu estou querendo ver o filme, pois já me disseram que explica bastante coisa. Aí tendo visto a série o filme e lido o livro, pode ser que alguma coisa faça sentido pra mim! Abs

      Resposta
  • 5 de novembro de 2017 em 6:31 am
    Permalink

    Gostei ,muito deste filme, e só conheci há três semanas. Gosto de astrobiologia.

    Resposta
    • 30 de janeiro de 2018 em 5:03 pm
      Permalink

      Oi, Elaine! Olha, eu realmente não sei te dizer. Na Netflix só tem a série. Você deve encontrar em sites de filmes online, mas eu ainda não procurei.
      Abs

      Resposta
  • 19 de fevereiro de 2018 em 11:04 am
    Permalink

    Eu vi o filme primeiro e amei demais. Mas o final nao vou te dar spoilers mas e chocante!!! Eu vo e fiquei tipo:
    -que? Nao!!!.
    Eu acho que vc vai gostar.
    Gostei da materia, tava a muito tempo procurando esse conto nos livros de Stephen King.

    Resposta
    • 19 de fevereiro de 2018 em 5:41 pm
      Permalink

      Ah, infelizmente eu já sei o final (me deram um mega spoiler!), mas eu ainda pretendo ver!
      Obrigada
      Abs

      Resposta
  • 26 de abril de 2018 em 10:28 pm
    Permalink

    Experimente trocas macabras

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!