Netflix está preparando um documentário sobre O Estripador de Yorkshire

 

Depois de Ted Bundy, a Netflix vai produzir outro documentário sobre um assassino em série. Desta vez, será o homem que ficou conhecido como O Estripador de Yorkshire.

Peter William Coonan foi condenado pelo assassinato de treze mulheres na década de 1970, e ainda por tentar matar outras sete na Inglaterra. O caso ganhou grandes proporções. A imprensa o apelidou de “O Estripador de Yorkshire” em alusão ao caso de Jack, O Estripador, pois Coonan matava principalmente prostitutas de forma violenta e brutal, e a polícia não conseguia identificá-lo.

Coonan golpeava as mulheres por trás com um martelo, e depois as matava usando uma faca. Ninguém sabe porque ele assassinava prostitutas mas, em sua defesa, ele afirmou que “ouvia a voz de Deus o mandando matar”.

A polícia demorou para identificá-lo, deixando a população de Yorkshire em pânico. Coonan chegou até a ser descrito fisicamente por uma vítima que conseguiu escapar, mas sempre fornecia um álibi nos interrogatórios. Sua prisão aconteceu após a polícia descobrir que as placas de seu carro eram falsas. Com isso, ele foi preso em janeiro de 1981 e posteriormente confessou ser o Estripador de Yorkshire, dando vários detalhes sobre os assassinatos.

William Coonan permanece preso até hoje, na prisão de segurança máxima de Frankland, em Durham, nordeste da Inglaterra. Ele recebeu vinte sentenças de prisão perpétua.

O documentário da Netflix mostrará os crimes pela perspectiva das vítimas que sobreviveram e dos familiares da pessoas assassinadas por Coonan. Também vai explorar os erros da polícia durante a investigação, além de outros crimes que Peter pode ter cometido mas que não chegou a ser responsabilizado.

Ainda não há previsão de estreia para o programa.

 

 

(Imagem: Daily Mail)

 

Compartilhe aqui!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!